Feeds:
Artigos
Comentários

Castelo Branco recebe nos dias 10 e 11 de abril e 4 de maio, pelo 3º ano consecutivo, o Festival Literário, promovido pela Câmara Municipal de Castelo Branco, numa organização da Booktailors. Este ano e sob o tema “Fronteira”, o primeiro dia começou dedicado às escolas, onde diferentes autores foram ao encontro dos alunos da cidade e o agrupamento Afonso de Paiva recebeu novamente a visita de Paulo Galindro, ilustrador de livros como “O Cuquedo”, de Clara Cunha, “O tubarão na banheira”, de David Machado, “Chiu” de Mafalda Milhões, “O primeiro dia de escola”, de António Mota e, mais recentemente, de Luís Sepúlveda: “História de um gato e de um rato que se tornaram amigos”.

DSC04684 DSC04702 DSC04709

O Paulo é licenciado em arquitetura e pai de dois filhos. Queria ser astronauta, mas acabou por se dedicar à ilustração. Ama os livros, a música, café, chá e dióspiros com canela. É também apaixonado pelo surf e, claro, pelo desenho e pintura. Foi com criatividade, originalidade e exclusividade e com a energia de uma locomotiva, pelas palavras e imagens do livro de Julian Tuwin, que o ilustrador levou um auditório cheio de pequenos leitores, numa viagem ferroviária entre o universo literário e o universo visual, seguindo o Clube de Leitur@s numa carruagem, os alunos das turmas de 3º e 4º anos das escolas básicas Afonso de Paiva e S. Tiago noutra e os professores e amigos convidados numa terceira.

DSC04694 DSC04736 DSC04738 DSC04746 DSC04747 DSC04750

Paulo Galindro vinha falar do tema “Fronteiras”, mas o ilustrador provou que não há fronteiras no que toca a desenhar e pintar. É preciso ser corajoso e criativo e usar o que nos apetecer para deixar a nossa marca, seja numa folha de papel ou numa embalagem de cartão. O nosso convidado explicou ainda como nasce um livro e confessou segredos e algumas peripécias da vida de ilustrador. Atentos e francamente fascinados, os alunos ficaram a saber que todos eles podem também ser ilustradores, só é preciso descobrir a importância da lentidão, porque tudo o que há de melhor na vida demora o seu tempo!

DSC04751

Obrigada, Paulo, pelo amor incondicional que deixa em cada ilustração!

 

 

Porque é de recordações que vivemos, AQUI fica uma ligação para uma divulgação noticiosa da visita do Ilustrador Paulo Galindro ao nosso agrupamento, no âmbito da edição de 2014 do Festival Literário, realizada por Maria João Costa, da Renascença.

A ideia base do projeto SOBE é promover a integração da temática da saúde oral nos currículos escolares, numa abordagem transversal ao currículo escolar. De novo e em colaboração com diferentes parceiros, a RBE, O PNL e a DGS, pretendem contribuir para a alteração dos comportamentos ligados à saúde oral, recriando ideias para a elaboração de novos materiais, atividades de leitura mais atrativas e estratégias de aprendizagem divertidas. Ou seja, promover, com excelente saúde oral, aprendizagens de se ficar com a boca aberta de espanto e repleta de bonitos sorrisos!

 

 

SOBE (7) SOBE (9) SOBE (10)

 

 

Na sequência do desenvolvimento do Projeto SOBE – Saúde Oral e Bibliotecas Escolares no agrupamento de escolas Afonso de Paiva, a biblioteca escolar definiu como objetivo central conceber, executar e direcionar atividades de promoção da leitura, da escrita e da saúde oral, através dos espaços das bibliotecas, e em colaboração com parceiros locais, aumentando a qualidade da divulgação e da informação no universo das escolas e dos alunos do 1º ciclo no campo educativo da literacia em saúde.

 

 

SOBE (2) SOBE (3) SOBE (5)

 

 

Na semana da leitura, nas escolas básicas de Sarzedas, Salgueiro do Campo, S. Tiago e Afonso de Paiva, foram dinamizadas sessões de leitura com recurso a audiocontos e vídeocontos, numa exploração do mundo da saúde oral, de forma autêntica, com meios divertidos e favorecendo o cruzamento de vários domínios de competência e de conhecimentos e na promoção de uma maior consciencialização da importância de uma boa higiene oral.

 

 

SOBE (2) SOBE (8)

 

Realizou-se no dia 19 de março o peddy paper “Viagem com Ulisses” destinada a todas as turmas do 6º ano de escolaridade do agrupamento de escolas Afonso de Paiva. A atividade promovida pelo grupo disciplinar de português do 2º ciclo pelo segundo ano consecutivo, com o apoio da biblioteca escolar, integrou a semana da leitura e, sempre com novos desafios, continua a despertar nos participantes interesse e motivação, promovendo a interdisciplinariedade, consolidando conhecimentos referentes à obra e conteúdos em estudo, motivando e apelando para o trabalho de equipa e desenvolvendo o sentido de responsabilidade.

PeddypaperUlisses (2) PeddypaperUlisses (4)

PeddypaperUlisses (5) PeddypaperUlisses

O peddy-paper “Viagem com Ulisses” é um jogo-concurso, que leva os alunos a percorrer o livro “Ulisses” de Maria Alberta Menéres, de uma forma divertida, vivenciando um pouco das aventuras e desventuras deste herói, articulando saberes com experiências animadas e divertidas, com vista ao desenvolvimento da qualidade das aprendizagens e à promoção do sucesso.

As três equipas apuradas este ano foram:

  • º Lugar- Best Team, 6.º2
  • º Lugar- Olimpiácos, 6.º1
  • º Lugar- As Ulisses, 6.º1

Parabéns às equipas vencedoras e a todos os participantes!

No âmbito da 9ª edição da Semana da Leitura, iniciativa do Plano Nacional de Leitura, realiza-se o Concurso «Palavras do Mundo em Cartaz». A abrangência e a diversidade de sentidos implicados no tema «Palavras do Mundo» constitui um desafio à criatividade de alunos e de professores, contribuindo para a criação de cartazes originais, que decorrem de leituras livremente realizadas.

Os alunos das turmas de 9º ano do agrupamento de escolas Afonso de Paiva, num projeto de trabalho articulado e colaborativo entre a biblioteca escolar e as professoras de Educação Visual e Artes, aderiram de forma significativa ao concurso, que teve como principais objetivos a promoção do gosto pela leitura, o conhecimento e a compreensão de temáticas diversas, de textos e de autores nacionais ou internacionais e o estimular da imaginação, articulando a palavra e a leitura com as ciências e as artes.

Os trabalhos já se encontram finalizados e até 24 de abril decorre a fase de apreciação e seleção, por um júri interno definido para o efeito, do melhor cartaz, cumprindo os requisitos estipulados no regulamento do concurso, devendo o mesmo ser enviado para o júri nacional até 30 de abril. Na avaliação dos trabalhos, o júri poderá ter em conta critérios como a relação com o tema, a visibilidade da leitura, a diversidade de áreas de saber envolvidas, o rigor linguístico, a pertinência científica, as opções estéticas, a originalidade e a criatividade.

CartazPalavrasdoMundo (2) CartazPalavrasdoMundo (3) CartazPalavrasdoMundo

As ilustrações estimulam a imaginação da criança, permitindo que ela mesma descubra e verbalize novas leituras, oralizando as muitas possibilidades que as ilustrações permitem. O contacto com o universo da ilustração é sobretudo experiência de olhar e ver de forma diferente, conforme a sua perceção do mundo. A imagem antecipa sentidos revelados pela palavra e, paralelamente, mostra sentidos, tratando de aspetos não explicitados pela escrita, por vezes, confirmando apenas as palavras, por outras, orientando a leitura. É inevitável pensar na ilustração como uma ferramenta capaz de promover aprendizagens significativas, possibilitando à criança o acesso à leitura antes mesmo do domínio da linguagem escrita.

VoandonaspalavrinhasMiaCouto (3) VoandonaspalavrinhasMiaCouto (5)

A biblioteca escolar Afonso de Paiva foi o espaço, a semana da leitura o pretexto e os alunos de 4º ano da turma 2AP da escola básica Afonso de Paiva os protagonistas e esses leram, sonharam e brincaram com o poder mágico das palavras e dos belíssimos desenhos de Danuta Wojciechowska, ilustradora canadiana que vive e trabalha em Portugal, da história de Maria Poeirinha que adoeceu e o Tio Jaime Litorânio disse que só o mar, que ela nunca tinha visto a poderia curar. Foi a partir de um painel de magníficas ilustrações, por entre formas e palavras, que os alunos apresentaram à turma 3 do 5º ano, numa sessão de leitura saltitante entre o universo da visualidade e o universo da verbalização, uma recriação do belíssimo texto “O beijo da palavrinha” de António Emílio Leite de Couto, mais conhecido pelo seu outro eu, Mia Couto, um dos maiores autores da língua portuguesa de todos os tempos. Foi mais uma sessão de leitura quente, onde se misturaram as cores de África com os azuis do mar e do rio e os cheiros e os sons desse mundo pobre, mas que trouxe e deixou as palavras no coração de todos os que estiveram na nossa biblioteca.

VoandonaspalavrinhasMiaCouto (2) VoandonaspalavrinhasMiaCouto (4)

Ouvir histórias é o início da aprendizagem para se ser um bom leitor, sendo este um caminho absolutamente infinito de descobertas e de compreensão do mundo. Os contos de fadas e outras histórias do universo infantojuvenil conseguem deixar fluir o imaginário e levar a criança a ter curiosidade, que imediatamente é respondida no discorrer da sua leitura. É uma possibilidade de descobrir o mundo gigantesco de conflitos, de dificuldades, de soluções que todos encaram, de um modo ou de outro, através dos problemas que vão sendo encarados ou não, resolvidos ou não, pelas personagens de uma história.

Aarcadoscontos (3) ???????????????????????????????

As histórias ouvidas e lidas na infância constituem, de algum modo, o primeiro sistema de valores oferecidos a cada um e contribuem para aquilo em que nos tornamos. A leitura de histórias na infância revela-se importante na formação das crianças que, através delas, podem assim formar-se e informar-se sobre a vida e os ambientes que as cercam. O professor bibliotecário tem, portanto, o papel de promover a leitura e ajudar os alunos a colherem os valores, as emoções e os ensinamentos que as histórias transmitem, aplicando-os à sua vida e às suas vivências, através do contacto com os livros e com a literatura de tradição oral.

Assim, a biblioteca escolar Afonso de Paiva promoveu, durante a semana da leitura, um conjunto de sessões de animação de leitura no 1º ciclo – “A Arca dos Contos” – integrado num projeto de animação/promoção da leitura diversificado, sistemático, articulado e consistente, fomentando o gosto e a criação de hábitos regulares de leitura, de modo a conduzir ao desenvolvimento da linguagem e da personalidade dos alunos e a criar, efetivamente, o hábito de ler, tornando o aluno num leitor ativo e reflexivo.

Aarcadoscontos (2) Aarcadoscontos (5) Aarcadoscontos

Os pequenos leitores das turmas de 2º ano das escolas de S. Tiago e Afonso de Paiva puderam ler, ver e ouvir várias histórias (“Se eu fosse muito magrinho” e “Se eu fosse muito alto”, de António Mota; “Histórias em verso para meninos perversos”, de Roald Dahl; “Contos de Andersen”, de Hans Christian Andersen, foram algumas das histórias), com recurso a diferentes formas literárias, nomeadamente: contos, fábulas e poesia, com o objetivo de facultar às crianças momentos em que a fantasia se mistura com o real, trabalhando simultaneamente os diferentes tipos de texto e promovendo mais uns momentos lúdicos e prazerosos à volta dos livros e do ato de ler.

Formacao_AO_20_04_2015_Acordo

A aplicação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AOLP) é o tema central da formação para Assistentes Operacionais e Administrativos e Técnicos do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva intitulada “Nova Norma Ortográfica”. A professora bibliotecária Carla Nunes irá orientar o seminário, no âmbito do plano de formação do agrupamento, que se realiza dia 20 de abril de 2015, na biblioteca escolar, a partir das 18h.

A ação visa a formação e atualização de conhecimentos no domínio da escrita da língua portuguesa e o programa incide sobre as principais mudanças ocorridas e a concretização da aplicação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AOLP), ratificado em 2008 pela Assembleia da República Portuguesa.

Folhas de Papel

O ler faz um homem completo, o conferir destro, o escrever exacto. - Reading maketh a full man, conference a ready man, and writing an exact man.

A inocência descompensada

um (re)encontro com o mundo dos livros...

A inocência recompensada

um (re)encontro com o mundo dos livros...

myple.carlanunes

Ambiente Pessoal de Aprendizagem

Diigo Blog

Better Reading, Better Research, Better Sharing

Caderno de Pintar

um (re)encontro com o mundo dos livros...

International Book Giving Day 2015

Give a book on Valentine's Day

Competência Informacional para Bibliotecários

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Leitura por prazer ou o prazer da leitura

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Descobrir +

Um blogue que pensa, em primeiro lugar, nos professores, mas também nos alunos. Aqui encontrarão novidades ou notícias sobre a nossa programação, materiais didáticos úteis para o trabalho em sala de aula, guiões específicos e até fotografias ou vídeos que dão uma ideia mais clara das nossas atividades.

anatarambana literatura infantil

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Literatura infantil y juvenil actual

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 640 outros seguidores