Feeds:
Artigos
Comentários

unnamed

O Dia do Nariz Vermelho é uma iniciativa de sensibilização junto da população para a importância da solidariedade social e que assume várias formas de angariação de fundos que revertem a favor da Operação Nariz Vermelho (ONV) com o objetivo de contribuir para a continuidade da missão.

As Bibliotecas Escolares do nosso Agrupamento associaram-se a esta iniciativa por acreditar que esta é a melhor forma de celebrar o Dia da Criança, uma oportunidade para estimular a responsabilidade social, o trabalho de equipa e o voluntariado entre todos os professores, alunos e pais do agrupamento, envolvendo-os numa causa social.

Pretendemos pois que o próximo dia 1 de junho, Dia da Criança, seja um dia diferente nos jardins de infância e escolas do AE Afonso de Paiva e todos, sem exceção, metam o nariz nesta causa!!

Por cada donativo de 2€ (dois euros) cada pessoa recebe um nariz vermelho e ao mesmo tempo que todos se divirtem com os narizes vermelhos e com ideias divertidas, eduquemos e sensibilizemos os alunos para as questões sociais, porque estar doente não tem graça nenhuma, o apoio, em forma de donativos é fundamental para ajudar os Doutores Palhaços a receitar alegria!

Dirijam-se às bibliotecas escolares Afonso de Paiva e S. Tiago para ir buscar os vossos narizes vermelhos!

SEJAM SOLIDÁRIOS E METAM O NARIZ POR ESTA CAUSA!

logo

O Dia do Autor Português é hoje, dia 22 de maio, assinalado em todo o país. Esta é uma iniciativa promovida desde 1982, pela Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), como forma de homenagear todos os criadores portugueses nas várias áreas artísticas e culturais, recordando os nossos grandes autores portugueses ou dando a conhecer novos autores, desde os talentos emergentes na cena nacional aos talentos mais anónimos, destacando a sua importância na promoção e incentivo à leitura e no desenvolvimento da cultura e do bem-estar, assinalando igualmente o aniversário da SPA, que este ano de 2017 celebra já 92 anos. Saudemos, pois, as cantigas de amigo e de amor, os sonetos, os sermões, a crítica, as questões da existência e da sociedade em que nos revemos, evocando sons e cheiros de antigamente, as fontes, os rios e os campos, os mares nunca dantes navegados. Recordemos poetas, cronistas, escritores, pintores e escultores, exaltando o nosso orgulho épico. Haveria ainda uma lista interminável de cientistas e inventores, de romancistas, de filósofos e de músicos a merecer referência. Aqui deixamos uma breve evocação em pensamento, a todas essas figuras nacionais, os autores portugueses de hoje e de sempre.

 

capa

A Biblioteca Escolar e as disciplinas de Português, Educação Visual e Artes do 3º ciclo do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva concretizaram mais um projeto interdisciplinar – “Caricatur’Arte”, permitindo mobilizar saberes, articular conteúdos e conhecimentos, com impacto nas aprendizagens dos alunos. O projeto consistiu na produção, apresentação e exposição de caricaturas e biobibliografias de escritores portugueses, como forma de marcar o Dia do Autor Português. Numa parceria de trabalho colaborativo e articulado, quatro professoras de português e duas professoras de educação visual e artes do 3º ciclo e a professora bibliotecária, envolvendo mais de duas centenas de alunos das turmas 1, 2, 3, 5 e 6 do 7º ano, da turma 5 do 8º ano e das turmas 1, 2 e 3 do 9º ano, desenvolveram ao longo do ano, em metodologia de trabalho de projeto o “Caricatur’Arte”. No primeiro período, e de acordo com um guião de trabalho orientado, foi feita a pesquisa, seleção e tratamento de informação respeitante à biografia e bibliografia dos autores selecionados por ano de escolaridade, considerando os autores propostos nas metas curriculares de português para o 3º ciclo, seguindo-se a escrita da biografia. No segundo período, foi realizado o projeto da caricatura do escritor e respetiva concretização, seguindo-se a apresentação dos trabalhos (biografia e caricatura).

Hoje, dia 22 de maio, inauguramos a Exposição de Caricaturas de Escritores Portugueses na Biblioteca Escolar Afonso de Paiva. Deixamos o convite a toda a comunidade educativa para que a visitem e apreciem os magníficos trabalhos, que ficarão expostos até ao final do mês de maio.

Brevemente, apresentaremos aqui o resultado do Caricatur’Arte! Estejam atentos! 🙂

O Clube de Leitur@s da Biblioteca Escolar Afonso de Paiva iniciou um novo capítulo na sua viagem pelo mundo das letras, dos livros e da leitura. A professora bibliotecária, Carla Nunes, propôs aos alunos do clube um Roteiro de Leitur@s pelas diferentes estruturas e espaços culturais do concelho albicastrense, tendo como objetivo principal a valorização do património local e regional, pelo conhecimento e interpretação das suas diferentes estruturas e espaços culturais, assim como dos múltiplos escritores, pintores, artesãos, escultores, entre outros, naturais da cidade.

E o primeiro capítulo foi dedicado à Casa da Memória Judaica em Castelo Branco, situada na rua das Olarias. No dia 3 de maio, os alunos do clube visitaram este novo espaço museológico, dividido em diferentes áreas e que pretende retratar a presença judaica na cidade, bem como distinguir algumas personalidades como o patrono do nosso Agrupamento, Afonso de Paiva, entre outros. O espaço pretende valorizar a presença judaica na cidade e acolhe a história da fundação da judiaria de Castelo Branco, os rituais, a inquisição e a memória de grandes judeus albicastrenses.

 

casadamemoriajudaica

 

Para o Clube de Leitur@s ficou clara a importância desta nova estrutura que para além de mostrar uma parte importante da história albicastrense, apresentando a zona antiga da cidade, os portados quinhentistas e a presença da memória judaica, é possível ainda observar uma maquete de Castelo Branco quinhentista e a sua ligação aos portados, bem como artefactos ligados aos judeus. Os alunos puderam ainda assistir em vídeo a uma peça de teatro que conta a história de Maria Gomes, presa em 1636 pela Inquisição quando tinha 115 anos de idade, sendo considerada a mais idosa vítima que se conheceu daquele tribunal, que depois de dois anos de interrogatório e de tortura acabou por ser queimada em auto-de-fé, já com 117 anos. A Educadora Maria da Luz Lopes, da equipa da biblioteca, contou ao clube, na primeira pessoa, um pouco desta história, por ela representada e encenada na peça “Lamento e Testamento de Maria Gomes”, num texto de José Dias Pires. Houve ainda tempo para percorrerem um “túnel escuro” onde são retratados a inquisição e a tortura, bem como um painel onde surgem evidenciados os nomes dos judeus albicastrenses que a inquisição condenou, sendo possível através de um sistema virtual saber informações sobre cada uma dessas pessoas.

Brevemente, o Clube de Leitur@s apresentará novos capítulos deste Roteiro de Leitur@s pela cidade de Castelo Branco, em mais uma iniciativa da Biblioteca Escolar Afonso de Paiva, procurando disseminar o conhecimento, valorizando e divulgando o património cultural local e regional, na tentativa de assegurar a transmissão de uma herança, cuja continuidade e enriquecimento unirá as gerações num percurso civilizacional singular.

 

 

A Revolução de 25 de Abril, também referida como Revolução dos Cravos, refere-se a um período da história de Portugal resultante de um movimento social, ocorrido a 25 de abril de 1974, que depôs o regime ditatorial do Estado Novo, vigente desde 1933 e iniciou um processo que viria a terminar com a implantação de um regime democrático e com a entrada em vigor da nova Constituição a 25 de abril de 1976, o mesmo dia das primeiras eleições legislativas da nova República. Na sequência destes eventos foi instituído em Portugal um feriado nacional no dia 25 de Abril, denominado como “Dia da Liberdade”.

E para assinalar este marco histórico nacional, a Biblioteca Escolar em estreita articulação e colaboração com os Professores de História e Geografia de Portugal (HGP) e de Educação Visual e Tecnológica (EVT) do 2º ciclo, realizaram uma exposição de trabalhos no átrio principal da escola básica Afonso de Paiva, onde toda a comunidade educativa pôde apreciar uma coleção de cartazes alusivos ao 25 de Abril, fruto de um concurso proposto aos alunos, bem como uma amostra de artefactos e cravos vermelhos, construídos pelos alunos em Oficina de Artes e nas aulas de EVT.

Os alunos das seis turmas de 5º ano, num total aproximado de 150 alunos assistiram ainda a sessões de animação e mediação leitura, promovidas pela Professora Bibliotecária, sob o mote “A revolução das letras”. As sessões, desenhadas a partir do livro de Vergílio Alberto Vieira, consistiram numa mostra bibliográfica de títulos em diferentes suportes existentes na biblioteca escolar, alusivos a esta temática, seguindo-se uma leitura expressiva dramatizada em StoryBook Theater do livro “A revolução das letras”, finalizando com um animado jogo de caça ao erro, a partir de 2 imagens das primeiras eleições livres em Portugal após o 25 de Abril.

Esta foi mais uma atividade no âmbito da leitura e das literacias promovida colaborativa e articuladamente pela biblioteca, proporcionando aos alunos que vivenciem pela literatura situações reais, participando nelas ativamente, mobilizando conhecimentos e desenvolvendo as suas aprendizagens, permitindo ainda que percebam a função social que a leitura ocupa na vida humana. Noutras palavras, a literatura deve fazer parte da vida da criança, sendo premente e fundamental que esse processo seja iniciado, desenvolvido e aprofundado na escola, de forma provocada, intencional, em que as situações de contacto com a literatura sejam criadoras de novas necessidades de ler, de conhecer, de expressão e de prazer por meio da relação dialógica que se estabelece com os livros e com a leitura, sendo este um dos primeiros e principais objetivos da biblioteca escolar.

 

 

Encontro com o escritor Sandro William Junqueira

Sandro-William-Junqueira

E hoje, dia 15 de maio, vamos receber novamente o escritor Sandro William Junqueira, numa parceria com a editora Asa.

O autor nasceu na Rodésia, em 1974 e, mais tarde, veio viver para Portugal, onde experimentou a música, escultura e pintura e ainda trabalhou como designer.
É um dos fundadores do grupo de teatro “A Gaveta”, onde trabalha como responsável artístico, ator e encenador. Atualmente, dedica-se à promoção do livro e da leitura, visitando escolas e bibliotecas, partilhando histórias e saberes com os alunos. Da sua bibliografia fazem parte (entre outras) as seguintes obras:
“A cantora deitada”, “A grande viagem do pequeno Mi”, “No céu não há limões”, “Um piano para cavalos altos”, “O caderno de algoz”, entre outros.

Neste encontro, com sessões a decorrer ao longo da manhã na biblioteca escolar Afonso de Paiva, o escritor irá contar, cantar e, certamente, encantar, de uma forma lúdica e bastante divertida, as histórias contadas nos livros de Álvaro Magalhães: “O Limpa-palavras e outras histórias” para os alunos das turmas 1 e 2 do 5º ano e ainda do livro de António Torrado “Vamos contar um segredo”, junto dos alunos das turmas de 2º ano das escolas básicas Afonso de Paiva e S. Tiago.

 

2017_05_04_Cerimonia_Premio_Merito_BE

A iniciativa Ideias com Mérito visa identificar e apoiar as experiências mais consistentes e difundir as boas práticas das bibliotecas escolares.

Sendo o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva um dos agrupamentos selecionados em 2017, pelo Projeto “Ler, Contar e Recontar” apresentado pela biblioteca escolar, a professora bibliotecária Carla Nunes e o assessor da direção do agrupamento, professor Luís Santos, estiveram presentes na reunião de trabalho e cerimónia de entrega de prémios, realizada no dia 04 de maio, no Auditório da Parque Escolar, em Lisboa, para uma partilha e reflexão conjuntas sobre a implementação dos projetos e as metodologias a adotar nos próximos dois anos letivos, ao nível da execução dos apoios financeiros, do acompanhamento dos projetos, da produção/ divulgação de conteúdos, entre outros, assim como para receberem o Prémio e respetivo Certificado de Mérito.

Neste encontro, iniciado com a apresentação da candidatura Ideias com Mérito, foram também apresentados testemunho(s) de projetos em desenvolvimento que muito enriquecem e contribuem para a qualidade e excelência dos projetos em desenvolvimento nas bibliotecas escolares do país, apoiados pela RBE desde 2005. A Biblioteca Escolar Afonso de Paiva espera poder contar e recontar para que possam ler e saber como vai correndo por cá mais um projeto de trabalho em prol da leitura e dos leitores.

O Cão Leitor

Livros, Literacia e Literatura para crianças

A23 EDIÇÕES

A fine WordPress.com site

Anna Llenas

autora e ilustradora de libros

EUROLIS

Resources for librarians

Bestiário Tradicional Português

Primeira compilação ilustrada de criaturas míticas do folclore nacional

Figuras da Ficção

Investigação, ensino e debate sobre a teoria da narrativa e sobre a personagem ficcional

CAFÉ COM LETRAS

Revista de literatura lusófona

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

Ilse Losa

(re)descobrindo os seus livros - homenagem no ano do centenário do seu nascimento

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

estudo sobre a integração curricular de ferramentas digitais em EVT | por jOsÉ aLbErTo rOdRiGuEs

e-portefólio pnep

Victor Marques

Apps para educação

Rede de Bibliotecas Escolares | Aplicações para dispositivos móveis

Actio libera

Espaço para a literatura e o teatro: artigos, críticas, resenhas, traduções, dicas, provocações e delírios.

bibliotecaescolar.info

um (re)encontro com o mundo dos livros...

%d bloggers like this: