Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘promoção da escrita’

A Biblioteca Escolar Afonso de Paiva coloca em destaque a importância da literacia nesta era da informação e num mundo em constante mudança. A exigência da capacidade de fazer uso social da leitura e da escrita, refletir e desenvolver um pensamento crítico, processar, sintetizar e saber avaliar uma dada informação é fundamental tanto para ter sucesso na vida escolar, como na vida profissional ou social. Intrinsecamente relacionada com as competências em literacia está a capacidade efetiva de compreender, refletir e interpretar um texto a partir do desenvolvimento ajustado de capacidades cognitivas e metacognitivas (Giasson, 2000; Snow, 2002). Ler possibilita o desenvolvimento das estruturas linguísticas, cognitivas, culturais e afetivas e possibilita-nos ainda a evasão, a descoberta de outros espaços, tempos, mundos e outras vidas, permite-nos vivenciar experiências gratificantes, compreender melhor o mundo, desenvolver estruturas afetivas a partir da identificação com personagens, sentimentos, problemas ou perspetivas. Permite-nos igualmente um maior desenvolvimento social, pela compreensão dos outros, alargar conhecimentos, aceder ao saber, desenvolver competências de leituras para outras leituras e como ferramenta de comunicação, mobilizando diferentes estratégias que facilitam a compreensão leitora.

Considerando que os leitores são, em primeira instância, construção da escola, e, incontornavelmente, das bibliotecas escolares, é justamente nesse espaço que se constroem e formam, em maior escala, comunidades de leitores e se propicia o desenvolvimento das competências de literacia, tornando-se fundamental centrar nas bibliotecas escolares e nas conceções e práticas dos professores a atenção nos processos usados para construir e reconstruir os sentidos dos textos, propiciar competências de leitura, visando a formação de leitores autónomos, leitores capazes de interagir com materiais escritos de diversos géneros e em diversos suportes para, a partir deles, construírem conhecimento.

cil-fase1-1

São estas as premissas que levaram a rede interconcelhia de bibliotecas escolares dos concelhos de Castelo Branco e Vila Velha de Ródão, em parceria com as respetivas bibliotecas municipais e em colaboração com os professores de português do 2º ciclo dos diferentes agrupamentos de escolas, à realização da 6ª edição do Concurso Interconcelhio de Leitura e Escrita do 2º ciclo. Nesta 1ª fase, em seleção de obras/ textos da responsabilidade de cada agrupamento, são apurados, por agrupamento, 2 finalistas por cada ano, 5º e 6º, respetivamente, no caso da prova de leitura e 2 alunos no caso da prova escrita, ao nível do 2º ciclo.

No Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva as obras selecionadas para a prova de leitura foram “Graças e Desgraças da Corte d’el Rei Tadinho” para o 5º ano e “Rosa, minha irmã Rosa” para o 6º ano, ambas de Alice Vieira. De entre cerca de seis dezenas de participantes, das doze turmas de 2º ciclo do agrupamento, na prova de leitura foram apurados os alunos: Mariana Lourenço (5º5), Raquel Luís (5º5), Miguel Gama (6º1), Rita Pires (6º3). Na prova de escrita foram finalistas as alunas: Lara Barata (5º6) e Maria Inês Calmeiro (6º1). A 2ª fase, final deste concurso, será realizada em março, na semana da leitura, onde os finalistas das sete escolas envolvidas irão disputar os títulos de Campeões Interconcelhios de Leitura e de Escrita.

cil-1fase-2017

A ler e a escrever ninguém sai a perder!

Boa sorte para os nossos vencedores e parabéns a todos os participantes!

Um pequeno vídeo para recordar:

Read Full Post »

cartaz_cil2017_1fase

Na sexta edição deste concurso, uma iniciativa promovida pela rede interconcelhia de bibliotecas escolares dos concelhos de Castelo Branco e Vila Velha de Rodão, em parceria com as bibliotecas municipais dos referidos concelhos, com o apoio dos professores de português do 2º ciclo, a 1ª fase (intraescolar) do supracitado concurso de leitura e escrita decorrerá no próximo dia 11 de janeiro, quarta-feira.

As provas são realizadas nas salas 23, 24 e 25. Entre as 14.30h e as 15.30h será a prova de leitura e das 15.30h às 16.30h a prova de escrita. O tema para a prova de escrita que pode ter entre 150 a 200 palavras, é:

“Construíste uma máquina poderosíssima, à qual chamaste “Máquina para Salvar o Mundo”. Que máquina é essa? Como funciona? Como salvarias o mundo? Que novo mundo criarias?”

Prova de Leitura (30 questões de escolha múltipla e uma questão aberta)
5º ano (Graças e Desgraças da Corte d’el Rei Tadinho, de Alice Vieira)
6º ano (Rosa, minha irmã Rosa, de Alice Vieira)

 

Boa sorte a todos!

 

Read Full Post »

A International House (IH) organiza anualmente uma competição destinada a alunos do 3º ciclo que frequentam escolas públicas, denominada International House Scholarship Competition. A referida prova consiste na realização de um teste de inglês, sob a forma de uma composição, com um máximo de 150 palavras, a ser realizada em 45 minutos, subordinada a uma temática definida pela IH Portugal.

 

Esta competição encerra dois objetivos essenciais: apoiar os professores de Inglês na sua tarefa de estimular o interesse dos alunos pelo estudo da língua e proporcionar aos alunos do 3º ciclo cursos de inglês de elevada qualidade e experiências únicas às quais poderiam não ter acesso de outra forma.

 

A realização da prova teve lugar na Escola Afonso de Paiva no dia 3 de março pelas 15.20h, sendo o tema da composição dado a conhecer aos 11 alunos de 9º ano que participaram, apenas na hora da realização da prova, através da apresentação do enunciado. O grupo de professores de Inglês do 3º ciclo, de acordo com o regulamento, selecionou dez trabalhos que foram enviados para a IH Portugal que procedeu à seleção dos trabalhos que seguiram para a fase final nacional. Os trabalhos foram então avaliados por um júri nacional que anunciou os vencedores no dia dois de maio.

1

E o 3º Prémio Nacional, uma bolsa de Curso de Verão, foi atribuído ao aluno João Ferreira da turma 1 do 9º ano.

 

Congratulations, João!

Read Full Post »

Pedro da Fonseca, que dá nome ao concurso, é um dos mais ilustres proencenses. Nasceu em 1528 quando Proença-a-Nova ainda se chamava de Cortiçada, tendo frequentado o Colégio das Artes e ingressado na Companhia de Jesus em 1548. Conhecido como o Aristóteles Português, foi professor de filosofia e regeu um curso de Teologia. Viveu em Roma vários anos, tendo sido conselheiro do Papa Gregório XIII. Regressado a Lisboa, publicou várias obras filosóficas que o notabilizaram. Faleceu aos 71 anos.

O município de Proença-a-Nova numa iniciativa que pretende promover a escrita, incentivar a criatividade literária e o gosto pela leitura, para além de divulgar novos talentos lança o  “Prémio Literário Pedro da Fonseca” que em 2016 realiza a sua primeira edição.

 

1451975869_concursoliterario

 

Serão premiados trabalhos inéditos nas modalidades de prosa (conto e romance) e poesia que podem ser enviados até 31 de março, de acordo com o REGULAMENTO disponível na área de normas e regulamentos do Município em www.cm-proencanova.pt.  O concurso é aberto a cidadãos naturais ou residentes em países de língua oficial portuguesa.

 

Os vencedores em cada uma das categorias – prosa e poesia – receberão um prémio de 1.500 €. O júri, que será nomeado pela Câmara Municipal, irá avaliar critérios como o enquadramento temático, organização das ideias, coerência e coesão do texto, criatividade e inovação, estilística literária, estrutura do texto e qualidade literária. Os prémios serão entregues no decorrer da Festa do Município.

Read Full Post »

O concurso ”A melhor carta” é dirigido aos jovens residentes em Portugal com idades entre os 9 e os 15 anos (completados até 31 de janeiro de 2016) e tem como objetivo estimular o gosto pela escrita epistolar.

Os jovens concorrentes deverão escrever uma carta sobre o tema indicado, sendo que a carta vencedora irá representar Portugal no concurso internacional, a par das cartas premiadas pelos demais países membros da UPU.

Em Portugal, esta iniciativa é promovida em conjunto pela ANACOM e pelos CTT – Correios de Portugal.

melhorcarta

A data limite de receção das cartas é 12 de fevereiro de 2016 (data do carimbo do correio).

Para mais informações consulte o Regulamento do Concurso.

Read Full Post »

O desafio nº 80, de 20 de dezembro, foi escrever uma história de Natal com uma personagem imposta… A Margarida pediu que lhe contassem o Natal de uma aranha, daquelas bem grandes!!!

A Íris Coroado Vaz, da turma 5AP (4º ano da EB Afonso de Paiva, da Professora Lurdes Minhós), aceitou o desafio e se clicarem AQUI podem ler a história da “Aranha Júlia” que ela escreveu apenas com 77 palavras!

Parabéns, Íris, adorámos ler esta história de Natal!

desafio

24 novembro 2015
A aranha Júlia
Chegara o dia do natal na casa da aranha Júlia. Ela estava a montar a sua árvore de natal. Estava ansiosa por receber as suas prendas. A Júlia já tinha entregue a sua lista de natal ao Pai Natal. No dia 25, a aranha recebia prendas e mais prendas, até que viu o seu pai triste e foi fazer uma prenda para ele. Quando o pai viu a prenda ficou contente. Foi um natal cheio de alegria.

Íris Coroado Vaz, 8 anos, Castelo Branco

Desafio nº 80 – o Natal da aranha
Publicada por Margarida Fonseca Santos
Etiquetas: desafio nº 80, histórias em 77 palavras, histórias recebidas

 

Participem! Queremos continuar a divulgar aqui as vossas 77 palavras!

Read Full Post »

cabeçalho com escritiva 2

 

As histórias em 77 palavras (http://77palavras.blogspot.com/) é um projeto da nossa querida amiga, a escritora Margarida Fonseca Santos. É um espaço em linha onde podem (professores, formadores, pais, filhos, avós…) partilhar histórias pequenas com 77 palavras certinhas. Como diz a Margarida, contem sempre com o dedo, pois nem sempre os processadores de texto contam como devem!

Há um espacinho onde se explica como fazer – http://77palavras.blogspot.com/2011/11/komeksefaz.html – ou seja, koméksefaz?

Quem quiser entrar na brincadeira (e este desafio é para sempre, mandem quando e se quiserem, neste mês ou daqui a muitos) para 77palavras@gmail.comAjuda muito se enviarem as histórias dentro do próprio email, com o nome, idade, cidade, escola e/ ou biblioteca e, logo a seguir, o número do desafio.

 

desafio

O desafio escritiva nº 2, de 20 de novembro, foi imaginar que algum dos utensílios ou eletrodomésticos que sempre estiveram na cozinha, decidem fazer greve. Imaginem quais seriam as reivindicações deles ou qual seria a sua reação!…

 

A Mariana Crisóstomo Farinha, da turma de 4º ano da EB Afonso de Paiva, da Professora Lurdes Minhós, aceitou o desafio logo depois do encontro com a Margarida e se clicarem AQUI podem ler a história da “Greve do Fogão” que ela escreveu apenas e só com 77 palavras! Parabéns, Mariana, adorámos ler a greve da tua cozinha!

22 novembro 2015
A greve do fogão
Na casa da Ana, o fogão decidiu fazer greve e manifestou-se dizendo que estava saturado de ficar sujo, de suportar pesos e de não ser elogiado quando a comida ficava saborosa.
À hora do almoço tiveram de comer piza e ao jantar comeram o que sobrou, não conseguiam cozinhar quase nada.
A Ana resolveu pedir desculpa ao fogão e prometeu não o sujar, não o carregar e elogiá-lo sempre.
O fogão gostou e retomou as suas funções.

Mariana Crisóstomo Farinha, 9 anos, Castelo Branco, EB Afonso de Paiva

Desafio Escritiva nº 2 – greve na cozinha
Publicada por Margarida Fonseca Santos
Etiquetas: escritiva nº 2, histórias em 77 palavras, histórias recebidas, projecto escritiva, USAL

 

Todos os meses há publicações de histórias de participantes! Participem! Queremos divulgar aqui as vossas 77 palavras!

Read Full Post »

Older Posts »

A23 EDIÇÕES

A fine WordPress.com site

Anna Llenas

autora e ilustradora de libros

EUROLIS

Resources for librarians

Bestiário Tradicional Português

Primeira compilação ilustrada de criaturas míticas do folclore nacional

Figuras da Ficção

Investigação, ensino e debate sobre a teoria da narrativa e sobre a personagem ficcional

CAFÉ COM LETRAS

Revista de literatura lusófona

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

Ilse Losa

(re)descobrindo os seus livros - homenagem no ano do centenário do seu nascimento

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

estudo sobre a integração curricular de ferramentas digitais em EVT | por jOsÉ aLbErTo rOdRiGuEs

e-portefólio pnep

Victor Marques

Apps para educação

Rede de Bibliotecas Escolares | Aplicações para dispositivos móveis

Actio libera

Espaço para a literatura e o teatro: artigos, críticas, resenhas, traduções, dicas, provocações e delírios.

bibliotecaescolar.info

um (re)encontro com o mundo dos livros...

%d bloggers like this: