Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘diversidade cultural’

O breve conto intitulado Meninos de todas as cores”, de Luísa Ducla Soares, publicado pela primeira vez pela ASA em 1976, no livro “O Meio Galo”, conta-nos a história de Miguel, um menino branco e contente da sua condição, que parte para uma viagem que o leva a diferentes lugares nos diversos continentes. Neles encontra crianças amarelas, pretas, vermelhas e castanhas, todas elas satisfeitas com as cores das suas peles.

 

Luisa Ducla Soares – “Meninos de todas as cores”

Categoria: Pessoas e blogues
Licença: Licença padrão do YouTube

Com o Miguel, neste mês de dezembro, viajaram pelo mundo os meninos de muitas cores das escolas de 1º ciclo de Castelo, Mina, Salgueiro e Sarzedas, no âmbito do Programa das Itinerâncias “Malas com Rodas Cheias de Histórias” da BE Afonso de Paiva e também os alunos das turmas de 1º ano das EB Afonso de Paiva e de 1º e 3º anos da EB S. Tiago, em sessões de animação de leitura decorridas nas escolas do agrupamento que não dispõem de biblioteca e nas Bibliotecas Escolares de S. Tiago e Afonso de Paiva.

 

1 2 3 456

A Biblioteca Escolar (BE) enquanto centro comunitário onde coexistem diversas culturas e onde se estimula uma educação multicultural diversificada, procura quer pela oferta documental existente quer pela diversidade de atividades que promove, o conhecimento dessas diversas e diferentes culturas, no respeito pelo desenvolvimento pessoal das crianças. Facilitar e promover o contacto com livros multiétnicos e outros materiais com essas características, em sessões de mediação de leitura, por forma a contribuir positivamente para o desenvolvimento de atitudes de tolerância e aceitação das diferenças culturais e étnicas, é um dos objetivos da BE no domínio da Leitura e da Literacia. Para Segun (1992:103) “o uso de livros para crianças que contenham uma orientação positiva no sentido de combater o racismo e restituir às crianças a sua autoestima, dando-lhes um lugar e uma boa imagem na literatura para crianças e fornecendo-lhes informação acerca dos seus países de origem” promove um melhor equilíbrio e adaptação pessoal e social. Adicionalmente, estes livros mostram às crianças a riqueza que a diversidade cultural traz às sociedades em que vivem, assim como a outras. O International Board on Books for Young People (IBBY), organização que pugna pela promoção da leitura e das obras de qualidade junto da infância e da juventude defende a ideia de que “os livros, enriquecendo os conhecimentos que os jovens possam ter dos valores e das tradições dos países estrangeiros, contribuem para desenvolver a convivência entre os povos e estão ao serviço da paz” (1994:desdobrável da Secção Portuguesa do IBBY).

 

 

José António Gomes no artigo intitulado “Literatura para a infância e a juventude entre culturas” (n/d), disponível em linha na Casa da Leitura, apresenta alguns títulos para crianças e jovens de autores portugueses, onde são abordados os temas da diversidade, multiculturalidade, tolerância e outros temas. Arrogamos a ideia de Gomes (n/d:15-16) quando diz que “Os livros para crianças (…) impõem-se como mediadores relevantes do diálogo entre culturas – estimulando a curiosidade, dando a conhecer outros povos e etnias, contribuindo para a integração em comunidades multiétnicas, estimulando, enfim, atitudes de valorização das diferenças que não ponham (…) em causa valores humanos fundamentais e universais.”

 

 

Ajudar os mais jovens pela leitura e na leitura a tomar consciência dos laços que se criam entre diferentes universos culturais assume-se como outro dos grandes objetivos da Biblioteca Escolar Afonso de Paiva.

Anúncios

Read Full Post »

11111626_847380252022033_7463658540934838620_n

Para assinalar o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e Desenvolvimento, o município de Castelo Branco, através do seu Projeto “Unir Culturas” no âmbito do Projeto de Mediação Cultural em Serviços Públicos, reúne hoje, dia 27 de maio, um vasto programa, onde consta uma exposição de trabalhos dos alunos do 1º ciclo do AE Afonso de Paiva que participaram na Atividade “Conto um Conto Acrescento um Ponto”, inserido no Projeto Passaporte Global da Associação Amato Lusitano de Castelo Branco, desenvolvida ao longo do ano com as turmas de 3º e 4º ano da EB S. Tiago, 3º ano da EB Mina e 3º e 4º ano da EB Castelo.

Aos alunos foram proporcionadas sessões de promoção de interculturalidade a partir da história “Meninos de todas as cores” de Luísa Ducla Soares, numa vertente de acolhimento e integração de comunidades imigrantes.

Os trabalhos expostos podem ser apreciados hoje, entre as 14h e as 19h no Cybercentro de Castelo Branco.

Read Full Post »

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

TRANSMAGINAR

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Cultura LIJ / ISSN 2545-6849-10

Revista de Cultura y Literatura Infantil y Juvenil - ISSN 2545-6849-10 Marzo 2018

Literacia de Informação

Da Informação ao conhecimento com a biblioteca escolar

Hipermediaciones

Conversaciones sobre la comunicación digital interactiva

Amora negra

Página do escritor e contador de histórias Carlos Alberto Silva

A maioria das pessoas que caminhem atrás de mim serão crianças, por isso manterei os passos curtos." Hans Christian Andersen

%d bloggers like this: