Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘colaboração’

O Dia Mundial do Livro é assinalado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Miguel de Cervantes e William Shakespeare, entre outros. A ideia da comemoração teve origem na Catalunha, a 23 de abril, dia de São Jorge, localidade onde uma rosa é oferecida a quem comprar um livro.

Nas Bibliotecas Escolares (BE) do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva quisemos, mais uma vez, assinalar esta data de forma colaborativa e desafiámos os nossos alunos e professores, desde o pré-escolar ao nono ano, a participarem na celebração on-line desta data, propondo diferentes desafios literários, como forma de assinalar este dia, recorrendo a atividades em suporte digital, com recurso a ferramentas digitais como o padlet, o canva e a soundcloud, mas também ao desenho, à pintura e à escrita.

Paralelamente foram também realizadas na BE Afonso de Paiva, quatro sessões de animação de leitura, com duas turmas de primeiro ano e duas turmas de segundo ano, a partir do livro “Trincas – O Monstro dos Livros” de Emma Yarlett, orientadas pela Educadora Maria da Luz Lopes da equipa das BE, convidando as crianças a entrar no mundo da fantasia a partir da leitura, encenação e dramatização da história com fantoches, música e adereços, entre outros, com o intuito de estimular o acesso às bibliotecas, incentivar para a descoberta do prazer de ler e fomentar hábitos de leitura desde cedo. Os alunos divertiram-se muito!

Agradecemos as muitas participações de alunos e professores, a todos os que participaram e enviamos os parabéns a todos pelas magníficas participações! Temos respostas muito inspiradoras! E algumas muito desafiantes! Ora espreitem… E leiam!

PADLET PRÉ-ESCOLAR E 1º CICLO

PADLET 2º E 3º CICLOS

Porque ler é sempre o melhor remédio!

Read Full Post »

Projeto Biblioteca+Cidadania

As bibliotecas escolares (BE) são comunidades educativas de interseções e colaboração para o desenvolvimento de múltiplas literacias e desempenham um papel cada vez mais decisivo de capacitação das crianças e dos jovens que as utilizam, seja formal ou informalmente. A integração explícita e intencional em projetos e atividades realizadas com e pelas bibliotecas escolares, de competências nas áreas da leitura, dos média e da informação, em ambientes físicos ou digitais, constitui uma das mais importantes estratégias para o sucesso escolar e o desenvolvimento pessoal e cultural dos alunos.

Neste sentido, as Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, pela mão da sua coordenadora, a professora bibliotecária Carla Manuela Nunes, procuram contribuir para uma nova dinamização pedagógico-digital dos alunos em atividades a serem desenvolvidas articulada e colaborativamente com e pelas BE, na produção e integração de recursos educativos digitais (RED) como materiais de apoio aos currícula e para outras áreas em que os alunos e professores estejam envolvidos e que implique a melhoria e a facilitação do processo de ensino/ aprendizagem. Assim sendo, promovem mais um projeto pedagógico a partir do domínio “Educação para os Média” de Cidadania e Desenvolvimento (CD), contextualizada no Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória (PASEO) e nas Aprendizagens Essenciais (AE), como forma de complementar o trabalho desenvolvido no âmbito da Educação para os Média e Cidadania.

O Projeto Biblioteca+Cidadania Quem és tu na web? destinado aos alunos do 1º ciclo (4º anos) e 2º ciclo (5º e 6º anos) nasce integrado na Celebração do Mês Europeu da Cibersegurança, tendo como base o Referencial “Aprender com a biblioteca escolar” e prende-se essencialmente com o tema da Cidadania Digital, envolvendo as disciplinas de Português, TIC, Estudo do Meio/ Ciências, Expressão Plástica/ EV e EVT e Cidadania e Desenvolvimento (CD), utilizando como principais recursos os disponibilizados em linha na página SeguraNet, assim comoa utilização de diversas ferramentas digitais.

Neste primeiro trimestre, o projeto foi desenvolvido com 24 alunos de 4º ano da turma 4AP, da EB Afonso de Paiva, em colaboração com a professora titular Carla Rodrigues, na hora semanal dedicada à área de integração curricular transversal de Educação para a Cidadania e muitas foram já as aprendizagens e os produtos realizados, desde mapas mentais sobre proteção de dados e invasão de privacidade, com recurso à ferramenta Bubbl.us, nuvens de palavras no Wordart, até à criação de avatares recorrendo à aplicação Pixton, onde cada aluno vai criar a sua própria BD ou Comic alusivo aos tópicos referidos no âmbito da segurança digital, sempre com espaço para a (auto)avaliação do trabalho desenvolvido, através do Pollev e MS Forms. Dado o elevado interesse e entusiasmo dos alunos, também os pais e encarregados de educação demonstraram bastante curiosidade neste projeto e como forma de promover uma cultura mais positiva entre a escola e os pais/ família foi criada uma Equipa na Plataforma MS Teams para partilha de trabalhos, troca de ideias no fórum e dúvidas/ questões, sendo deste modo mais fácil e seguro para os alunos e facilitador para recolha e apresentação de trabalhos.

Quem és tu na web? pretende essencialmente que os alunos adquiram conhecimentos mais consistentes e melhor definidos acerca dos média e da sua importância para a sua formação integral, através de planificações de trabalho concreto e funcional a desenvolver no âmbito das literacias e da cidadania, especificamente no domínio de Educação para os Média, contribuindo para uma maior sistematização das aprendizagens realizadas, pela possibilidade de conhecimento mais aprofundado e pela mobilização de saberes e integração de conceitos ligados aos média e ao digital na prática, como forma de potenciar o envolvimento dos alunos, rentabilizando tempo e recursos, em projetos de trabalho mais orientados para aprendizagens significativas, visando uma construção mais holística da formação dos alunos, para que assumam a sua cidadania enquanto cidadãos transformadores do mundo.

Read Full Post »

As Metas Curriculares de Português do Ensino Básico visam melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem através de uma cultura de rigor e de excelência desde o Ensino Básico. O 1.º Ciclo do Ensino Básico constitui-se como uma etapa fundamental no percurso escolar dos alunos e surgem como domínios da disciplina de Português, nas suas dimensões linguística e cultural, a Oralidade, a Leitura e a Escrita, a Educação Literária e a Gramática.

 

Passada a fase inicial de aprendizagem da leitura e da escrita, o ensino incide no desenvolvimento da fluência de leitura (nas suas vertentes da velocidade, da precisão e da prosódia), no alargamento do vocabulário, na compreensão da leitura, na progressiva organização e produção de texto, onde surge o domínio da Educação Literária (nos dois primeiros anos de escolaridade, denominado Iniciação à Educação Literária) que vem dar mais consistência e sentido ao ensino da língua, fortalecendo a associação curricular da formação de leitores com a matriz cultural e de cidadania. Ouvir ler e ler textos de literatura infantojuvenil é um percurso que conduz ao objetivo prioritário de compreensão de textos e é um estímulo à apreciação estética. O contacto com textos literários, portugueses e estrangeiros, em prosa e em verso, de distintos géneros, e com textos do património oral português, amplia o espetro de leituras e favorece a interação discursiva e o enriquecimento da comunicação. Especificamente para o domínio da Educação Literária, foi feita uma seleção a nível nacional de obras e textos literários para leitura anual, válida para o 1.º Ciclo, e foram, neste domínio, definidos sete títulos por ano de escolaridade, complementados com a promoção da leitura autónoma, para a qual se encontram indicadas as listagens do Plano Nacional de Leitura (PNL), garantindo a manutenção da escolha pessoal feita pelos alunos, sob orientação do professor e do professor bibliotecário.

 

Por forma a garantir um maior e melhor contacto com a diversidade de obras, géneros e autores e levar os alunos a um conhecimento e compreensão mais alargados das diferentes obras no âmbito das metas curriculares de português, complementando e articulando o trabalho curricular com a sala de aula, a biblioteca escolar Afonso de Paiva, mais especificamente, a professora bibliotecária Carla Nunes e a educadora Maria da Luz Lopes, lançaram um novo projeto de educação literária: “(Re)contar as Metas”. O projeto consiste em promover a mediação de leitura de obras definidas nas metas curriculares de português para o 1º ciclo, numa triagem feita pelos professores titulares das turmas, junto de todos os alunos dos 4 anos de escolaridade de todas as escolas do 1º ciclo do agrupamento de escolas Afonso de Paiva.

 

 

O projeto já começou e a primeira obra (re)contada foi “Uma Flor Chamada Maria” de Alves Redol, proposta para o 2º ano de escolaridade. As sessões de mediação leitora já começaram e as turmas de 2º ano das escolas de S. Tiago e Afonso de Paiva já conheceram a Maria… ou terá sido a Flor? Vamos lá ler para descobrir!…

Read Full Post »

logo

 

O Boys Reading é um projeto europeu, envolvendo um grupo de investigadores, pais, professores, bibliotecários e alunos do Chipre, Croácia, Grécia, Polónia, Portugal e Roménia, que visa promover as competências da leitura e da literacia junto dos rapazes entre os 11 e os 15 anos de idade, familiarizando-os com os tipos (categorias) de livros, temas e enredos preferidos (subcategorias) e títulos de literatura juvenil e para jovens adultos, assim como oferecer sugestões sobre a forma de os apresentar em contextos educativos formais e informais.

 

Resultados recentes do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) revelaram diferenças na avaliação da leitura entre rapazes e raparigas, com as raparigas a superarem os rapazes. Alguns países ficaram abaixo do nível médio relativamente às notas de leitura do PISA. Assim, existe uma extrema necessidade de atenção especial devotada ao desenvolvimento da literacia e atitudes dos rapazes adolescentes em relação à leitura, uma vez que é mais provável que este grupo esteja em risco de abandono escolar por relutância a envolver-se com a leitura. Existe ainda uma ideia generalizada de que os rapazes adolescentes são mais propensos a serem caracterizados como leitores relutantes. As diferenças de género na leitura e, especificamente, o insucesso dos rapazes parece ser uma questão preocupante. No entanto, os rapazes que se recusam a ler podem ler e irão ler se forem envolvidos em atividades de literacia que estejam relacionadas com os seus interesses e passatempos favoritos.

 

A professora bibliotecária Carla Nunes e os professores Filipa Nunes e Joaquim Ponciano do AE Afonso de Paiva, a convite da entidade parceira do projeto, o Instituto Politécnico de Castelo Branco, e ao abrigo do protocolo de colaboração existente entre o Agrupamento Afonso de Paiva e a Escola Superior de Educação, encontram-se a frequentar um curso de formação contínua no âmbito deste projeto, acolhendo orientações e partilhando ideias para a promoção da leitura bem-sucedida para rapazes adolescentes, focando três temas:
1. Políticas e projetos orientados para o estudante que promovem a igualdade de género;
2. Métodos pedagógicos de sensibilização de género, ideias de ensino inovadoras e melhores práticas;
3. Métodos pedagógicos que promovam a motivação intrínseca e extrínseca dos rapazes para a leitura, perceções de competência e eficácia ou interação social e motivação.

 

Nas oficinas já realizadas foi feita uma análise e reflexão sobre práticas pedagógicas, tendo em conta os fatores que afetam a leitura de rapazes, e trabalhadas propostas de criação de ambientes de aprendizagem que promovam atividades significativas para os rapazes. A valorização de diferentes géneros e temas literários e a disponibilização de uma variedade de recursos, incluindo não só os impressos, mas também os materiais de leitura em linha, foram alguns dos aspectos igualmente focados e trabalhados nas sessões, procurando responder às necessidades diversificadas dos chamados leitores relutantes.

 

Em janeiro e fevereiro, a Biblioteca Escolar Afonso de Paiva em articulação e colaboração com os professores envolvidos no Boys Reading, irá promover sessões de mediação de leitura junto de alunos rapazes entre os 11 e os 15 anos, procurando fornecer experiências em contexto de biblioteca escolar e sala de aula que respondam aos interesses, necessidades e estilos de aprendizagem de rapazes e que motivem para a leitura.

Brevemente daremos conta do que foi feito e dos seus resultados.

Read Full Post »

Plano Nacional de Leitura 2027 | Portugal

Plano Nacional de Leitura 2027 | Portugal

Escola Portuguesa

Histórias, informações e opiniões de um professor português, sobre educação e não só...

CNAPEF

Conselho Nacional de Associações de Profissionais de Educação Física e Desporto

RECURSOS EDUCATIVOS

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

ANLite

Audiências, Notícias e Literacia | Audiences, News and Literacy

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

%d bloggers like this: