Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘atrapalharte’

Numa iniciativa conjunta entre a Biblioteca Escolar Afonso de Paiva, os Professores de Português do 3º ciclo e a Biblioteca Municipal de Castelo Branco, as turmas de 8º ano do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva vão poder assistir hoje, pelas 12h, no auditório da BMCB, à representação de “Os Bichos”, de Miguel Torga, pela Companhia Profissional de Teatro AtrapalhArte, de Coimbra, numa leitura teatral que nos irá transportar para o universo desenhado por Torga em catorze contos, onde humanos e animais partilham características e também as vicissitudes da vida, colocando questões fundamentais sobre a sociedade e a própria existência.

os-bichos

Num registo a que esta Companhia já nos habituou, os nossos alunos irão seguir as atribulações e sentimentos de Tenório e Miura, o galo e o touro personificados por Miguel Torga nesta sua obra a par de outros animais.

Boas leitur@s!

Anúncios

Read Full Post »

O Príncipe Nabo” da escritora Ilse Losa é uma obra de autoaprendizagem e foi de uma forma contagiante e animada que cerca de centena e meia de alunos das turmas do 5º ano e aproximadamente 14 professores do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva assistiram no passado dia 23 de outubro à peça de teatro “O Príncipe Nabo”, apresentada pelas Produções Teatrais AtrapalhArte, numa iniciativa da Biblioteca Escolar Afonso de Paiva em colaboração com o grupo de Professores de Português do 2º ciclo, numa parceria com a Biblioteca Municipal de Castelo Branco.

Cartaz_Pr_ncipe_Nabo

Caracterizada por uma construção repleta de humor, esta peça de teatro onde se busca um príncipe para casar com uma princesa, apresenta-nos dois grupos distintos de personagens: os “pobres” e os “ricos”, que representam a linha temática orientadora deste texto dramático.

Os nomes dos pretendentes da Princesa Beatriz e as sucessivas atribulações de pedido e de recusa da sua mão ou ainda, a presença do Marechal da Corte, assim como os diferentes momentos musicais, fortaleceram o nível do espetáculo, havendo igualmente momentos de muito entusiasmo e grande humor que esta representação gerou nas interações entre o público e os 4 atores da companhia.

A diversão foi generalizada e a motivação para a leitura e exploração desta obra proposta nas metas curriculares de português foi certamente conseguida.

Aqui ficam alguns registos fotográficos do momento:

SAM_9409 SAM_9421 SAM_9441 SAM_9478 SAM_9489 SAM_9495 SAM_9513 SAM_9516

Read Full Post »

Click to play this Smilebox slideshow
Create your own slideshow - Powered by Smilebox
Picture slideshow generated with Smilebox

Read Full Post »

Como escreve Luísa Dacosta nas primeiras páginas, as “Robertices” pretendem recordar a tradição popular dos espetáculos de rua com os toscos robertos que tanto maravilharam crianças e os adultos “no tempo em que havia tempo para ter tempo e um dia sem escola podia ser uma eternidade”. A obra faz um “confronto” entre a realidade a ficção  e as memórias de infância da autora.

No passado dia 6 de março, a companhia de teatro conimbricense Atrapalharte apresentou, no auditório da biblioteca municipal de Castelo Branco, a peça “Robertices“, numa adaptação da obra de Luísa Dacosta “Robertices”, numa iniciativa da câmara municipal de Castelo Branco, à qual o nosso agrupamento aderiu, numa parceria entre a biblioteca escolar Afonso de Paiva e a biblioteca municipal de Castelo Branco

Numa hora sem escola, em que “houve tempo para ter tempo”, as crianças do 2º ano da escola básica de S. Tiago e do 3º ano das escolas básicas do Castelo, Mina e Afonso de Paiva do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, puderam assistir a um espetáculo cheio de animação, música e muita diversão, proporcionado pelos 4 atores, nada atrapalhados, da companhia, numa interpretação muito bem conseguida da obra literária de Luísa Dacosta, uma das obras recomendadas para o 3º ano de escolaridade, pelas metas curriculares de português.

1 2 3 4

Robertices serviu de inspiração aos quatro atores que ao longo do espetáculo contaram histórias de outros tempos e divertiram as crianças e os adultos. Na “História da Carochinha”, o rato com uma cauda com 8 metros de comprimento e na história de “O freguês caloteiro”, o barbeiro Ribeiro, foram algumas das personagens que muito animaram a sessão.

A receção dos 125 alunos participantes foi bastante positiva e isso viu-se quer no comportamento quer na participação e interação com o espetáculo, ficando totalmente envolvidos por esta representação.

A dinâmica, a cor, a alegria o humor, a musica e o “faz de conta” são elementos que marcaram este espetáculo e todas as crianças.

Mais um excelente momento dedicado aos livros, à leitura, ao teatro e à diversão que agradou a todos os nossos alunos e professores!

OBRIGADA A TODOS

DSC04142

Read Full Post »

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

TRANSMAGINAR

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Cultura LIJ / ISSN 2545-6849-10

Revista de Cultura y Literatura Infantil y Juvenil - ISSN 2545-6849-10 Marzo 2018

Literacia de Informação

Da Informação ao conhecimento com a biblioteca escolar

%d bloggers like this: