Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Projetos’ Category

Histórias para Aconchegar é o nome do mais recente projeto colaborativo on-line entre as Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva e do Agrupamento de Escolas José Sanches e S. Vicente da Beira. Nesta nova página em linha das Bibliotecas Escolares (BE) reunimos e apresentamos um espaço de acolhimento e aconchego para meninos e meninas, pais, cuidadores e tutores, educadores e professores e toda e qualquer pessoa interessada em ler, ver e ouvir histórias. É um convite para estreitar as relações, olharmos para nós, para os outros e para o mundo com mais encantamento, confiança e aconchego, através do mundo encantado das palavras, neste que é um dos dias mais especiais assinalados mundialmente, dedicado precisamente às palavras e às leituras, dia 23 de abril, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.

Procurámos agregar de forma organizada, ligações para páginas, canais e plataformas disponíveis em linha, numa curadoria de conteúdos realizada pelas Professores Bibliotecárias Carla Manuela Nunes e Maria do Céu Vaz, apresentadas nas categorias: áudio-histórias; vídeo-histórias, inclu-histórias e ainda ebooks, assim como ligações para outras leitur@s, em páginas e sítios onde também podem ouvir, ver e ler muitos outros livros e muitas mais histórias.

Visitem, partilhem e leiam! Porque ler é o melhor remédio!

Read Full Post »

Projeto Biblioteca+Cidadania

As bibliotecas escolares (BE) são comunidades educativas de interseções e colaboração para o desenvolvimento de múltiplas literacias e desempenham um papel cada vez mais decisivo de capacitação das crianças e dos jovens que as utilizam, seja formal ou informalmente. A integração explícita e intencional em projetos e atividades realizadas com e pelas bibliotecas escolares, de competências nas áreas da leitura, dos média e da informação, em ambientes físicos ou digitais, constitui uma das mais importantes estratégias para o sucesso escolar e o desenvolvimento pessoal e cultural dos alunos.

Neste sentido, as Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, pela mão da sua coordenadora, a professora bibliotecária Carla Manuela Nunes, procuram contribuir para uma nova dinamização pedagógico-digital dos alunos em atividades a serem desenvolvidas articulada e colaborativamente com e pelas BE, na produção e integração de recursos educativos digitais (RED) como materiais de apoio aos currícula e para outras áreas em que os alunos e professores estejam envolvidos e que implique a melhoria e a facilitação do processo de ensino/ aprendizagem. Assim sendo, promovem mais um projeto pedagógico a partir do domínio “Educação para os Média” de Cidadania e Desenvolvimento (CD), contextualizada no Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória (PASEO) e nas Aprendizagens Essenciais (AE), como forma de complementar o trabalho desenvolvido no âmbito da Educação para os Média e Cidadania.

O Projeto Biblioteca+Cidadania Quem és tu na web? destinado aos alunos do 1º ciclo (4º anos) e 2º ciclo (5º e 6º anos) nasce integrado na Celebração do Mês Europeu da Cibersegurança, tendo como base o Referencial “Aprender com a biblioteca escolar” e prende-se essencialmente com o tema da Cidadania Digital, envolvendo as disciplinas de Português, TIC, Estudo do Meio/ Ciências, Expressão Plástica/ EV e EVT e Cidadania e Desenvolvimento (CD), utilizando como principais recursos os disponibilizados em linha na página SeguraNet, assim comoa utilização de diversas ferramentas digitais.

Neste primeiro trimestre, o projeto foi desenvolvido com 24 alunos de 4º ano da turma 4AP, da EB Afonso de Paiva, em colaboração com a professora titular Carla Rodrigues, na hora semanal dedicada à área de integração curricular transversal de Educação para a Cidadania e muitas foram já as aprendizagens e os produtos realizados, desde mapas mentais sobre proteção de dados e invasão de privacidade, com recurso à ferramenta Bubbl.us, nuvens de palavras no Wordart, até à criação de avatares recorrendo à aplicação Pixton, onde cada aluno vai criar a sua própria BD ou Comic alusivo aos tópicos referidos no âmbito da segurança digital, sempre com espaço para a (auto)avaliação do trabalho desenvolvido, através do Pollev e MS Forms. Dado o elevado interesse e entusiasmo dos alunos, também os pais e encarregados de educação demonstraram bastante curiosidade neste projeto e como forma de promover uma cultura mais positiva entre a escola e os pais/ família foi criada uma Equipa na Plataforma MS Teams para partilha de trabalhos, troca de ideias no fórum e dúvidas/ questões, sendo deste modo mais fácil e seguro para os alunos e facilitador para recolha e apresentação de trabalhos.

Quem és tu na web? pretende essencialmente que os alunos adquiram conhecimentos mais consistentes e melhor definidos acerca dos média e da sua importância para a sua formação integral, através de planificações de trabalho concreto e funcional a desenvolver no âmbito das literacias e da cidadania, especificamente no domínio de Educação para os Média, contribuindo para uma maior sistematização das aprendizagens realizadas, pela possibilidade de conhecimento mais aprofundado e pela mobilização de saberes e integração de conceitos ligados aos média e ao digital na prática, como forma de potenciar o envolvimento dos alunos, rentabilizando tempo e recursos, em projetos de trabalho mais orientados para aprendizagens significativas, visando uma construção mais holística da formação dos alunos, para que assumam a sua cidadania enquanto cidadãos transformadores do mundo.

Read Full Post »

Dá valor às boas Ideias, respeita as marcas e os autores é o mote deste projeto educativo. Precisamos que os nossos alunos estejam preparados para a atual sociedade de informação, para podermos viver numa sociedade sustentável e numa economia digital e circular, de forma crítica e ativa. Todos queremos viver num mundo melhor, mais seguro e responsável e para isso, os jovens precisam de compreender, enquanto consumidores, que as suas escolhas devem respeitar a propriedade intelectual (a propriedade industrial e o direito de autor) e combater a contrafação e a pirataria on-line que põem em causa os seus/ nossos direitos, a nossa segurança e até colocam em risco a nossa saúde.

O AE Afonso de Paiva acredita e valoriza o papel dos mais novos na mudança e através das suas Bibliotecas Escolares, associou-se a mais uma iniciativa da DECOJovem, com o apoio do Instituto da Propriedade Intelectual da União Europeia (EUIPO) e da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE): o Projeto Brain Ideas 2.0 que visa essencialmente aumentar a consciência dos alunos acerca do valor da propriedade intelectual, o valor das boas ideias e a importância de respeitar os autores, as empresas e as marcas. A Professora Bibliotecária Carla Manuela Nunes, Coordenadora deste projeto no Agrupamento, promoveu no mês de novembro, em articulação com a Equipa de Educação para a Cidadania de Escola, sessões de sensibilização, com utilização dos conteúdos e recursos educativos do projeto disponíveis na página em linha da iniciativa. A primeira turma a integrar este projeto foi a turma três do quinto ano, numa colaboração com a Professora Elisabete Casimiro, nas aulas de Educação para a Cidadania, que decorreram na Biblioteca Escolar, palco privilegiado para o desenvolvimento de aprendizagens significativas, ainda mais especificamente neste contexto de abordagem do tema da propriedade intelectual.

Promover a educação do consumidor na comunidade escolar, contribuindo para o reforço das competências enquanto consumidores informados, conscientes, responsáveis e ativos, aumentar a consciência dos alunos acerca da importância da proteção da propriedade intelectual, do ponto de vista do consumidor e do criador, o reconhecimento da influência que a mesma tem no crescimento da economia e desenvolvimento e inovação e a sensibilização dos alunos para as consequências negativas do desrespeito da propriedade intelectual e dos direitos dos autores, assim como alertar os jovens para os perigos que a pirataria e a contrafação podem trazer para a sua própria segurança e para a preservação do ambiente, são alguns dos objetivos fundamentais deste projeto.

A Professora Bibliotecária pretende ainda, no segundo e terceiro trimestres do presente ano letivo, incluir mais duas turmas neste projeto educativo, uma de sexto e outra de sétimo ano, respetivamente, mantendo o compromisso das Bibliotecas Escolares no reforço na formação de cidadãos solidários, participativos e empenhados na construção de uma sociedade mais responsável, criteriosa, inclusiva e sustentável, potenciando e estimulando o desenvolvimento de projetos educativos e atividades que reforcem a educação do consumidor na comunidade educativa.

Read Full Post »

Numa altura em que mais do que nunca foi necessário reunir as condições para trabalhar de forma remota, o AE Afonso de Paiva promoveu sessões de formação de curta duração: “Ferramentas Digitais em E@D | Microsoft Teams em regime de e-learning, que se encontram em processo de certificação como ACD, uma medida incluída no Plano E@D do Agrupamento.

Com a adoção do Microsoft 365 Educação pelo Agrupamento em 2018, o Microsoft Teams tornou-se obviamente na escolha acertada como plataforma a utilizar no ensino à distância, desde o pré-escolar até ao 3º ciclo, tornando-se fundamental promover formação aos docentes no sentido de maximizar a utilização das ferramentas disponíveis no Office 365 e de utilização do Microsoft Teams para comunicar com os alunos, promover a aprendizagem e colaboração, realizar avaliações e trabalhar de forma articulada e colaborativa entre departamentos e estruturas, entre tantas outras possibilidades.

Foram realizadas 10 sessões on-line, via Teams, com a duração de 3h cada uma, orientadas pela Professora Carla Manuela Nunes, que abrangeram todos os docentes e técnicos do AE Afonso de Paiva, tendo sido abordados os princípios básicos de utilização e a versatilidade desta ferramenta, para que se pudesse desde o início tirar o melhor partido do Microsoft Teams e conhecer de uma forma prática as diferentes funcionalidades e possibilidades de utilização, potenciando o ensino à distância. Assim e para além da criação de equipas (normas de conduta e definições da equipa), das principais funcionalidades das reuniões (conversas, videoconferência, chamada…), dos diferentes separadores (identificação, criação e definições, adicionar aplicações), das publicações (anúncios, conversas, respostas, links e fóruns de discussão), dos ficheiros (pasta material de aula, pastas e sincronização com Onedrive e Sharepoint), das tarefas (criação, agendamento, reutilização…), dos canais (adicionar canais/ membros e definições e funcionalidades dos canais…), do Outlook e do Calendário (Agendamento de uma reunião e opções da reunião…), foram também apresentadas algumas sugestões didáticas, assim como pequenas dicas e truques para reforçar a utilização desta poderosa ferramenta no E@D. Paralelamente, foram realizados, pelo Professor Luís Santos, 10 tutoriais de apoio à plataforma Teams disponibilizados on-line e via correio eletrónico aos docentes.

A Equipa de Formação e Apoio Didático irá dar continuidade a este plano de formação à distância no início do próximo ano letivo, abordando mais recursos e ferramentas Microsoft 365, no sentido de organizar e otimizar as práticas letivas, presenciais e/ ou à distância, com vista à inovação e melhoria do ensino e aprendizagem.

O Agrupamento de Escolas refere que com vista à melhoria contínua do serviço educativo, apresentou ainda uma candidatura a um projeto-piloto (2020-2022): “Plataformas LMS nas Escolas: integração do Office 365 e a Moodle, da Microsoft Portugal e do CCTIC “Entre Mar e Serra” (CCEMS) em parceria (em estudo) com a Direção-Geral da Educação (DGE), Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEsTE), Direção-Geral da Administração Educativa (DGAE) e Centros de Formação de Associação de Escolas, projeto este que decorre de uma iniciativa internacional da Microsoft de promoção da integração da sua plataforma Office 365 com a plataforma Moodle.

Read Full Post »

Convenção sobre os Direitos da Criança adotada há 30 anos, a 20 de novembro de 1989, desempenha um papel fundamental para o desenvolvimento equitativo e justo, e assegura que todas as crianças tenham direito a crescer e desenvolver-se de forma plena. Pretende-se que os alunos reconheçam que todas as crianças e jovens têm os mesmos direitos e tenham oportunidade de promover e defender os direitos de todas as crianças, agora e para as gerações futuras.

No ano letivo 2019/ 2020, as Bibliotecas Escolares (BE) do AE Afonso de Paiva desafiaram novamente os professores a desenvolverem projetos, atividades e trabalhos sobre os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável  (ODS), aprovados na Cimeira das Nações Unidas em setembro de 2015. A concretização desta ambiciosa agenda, que deverá ser implementada por todos os países nos próximos 15 anos, depende não apenas do compromisso dos governos, mas também do envolvimento dos cidadãos. As crianças e os jovens são centrais neste apelo global de participação e a escola é essencial para dar a conhecer a nova agenda global, inspirar e incentivar à participação no desenvolvimento das comunidades. A iniciativa “A Maior Lição do Mundo”, promovida pela UNICEF Portugal em colaboração com a Direção-Geral da Educação (DGE) surge neste âmbito e visa contribuir para a reflexão e ação no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, juntando esforços a fim de envolver o maior número de crianças a viver em Portugal.

A importância dos direitos na criança na concretização dos ODS foi o elemento chave para a participação e envolvimento no projeto e nas múltiplas atividades, no âmbito da Cidadania e Desenvolvimento e envolvendo as disciplinas de Português, Estudo do Meio e Expressões (Música, Expressão Dramática, Artes Visuais e Dança) que foram promovidas numa sensibilização para a importância da Convenção sobre os Direitos da Criança, traduzidos na definição de um Trabalho de Projeto na Turma de 2º ano 6AP da EB Afonso de Paiva, sob o mote “Histórias, vidas, gestos e palavras”.

Tendo em conta, a importância e o grande apreço que as crianças manifestam pelo imaginário infantil, o ponto de partida foram as histórias infantis, as quais espelham a vida de diferentes crianças e, no fundo, de tantas outras por esse mundo fora. Assim e a partir de uma lista de magníficos títulos do universo da literatura infantil (atividade “Temas em Livros” das BE), selecionados pela Professora Bibliotecária Carla Manuela Nunes, os pequenos grandes alunos da Turma 6AP, orientados pela Professora Cláudia Correia, partiram do enfoque nas crianças, especificamente nos seus direitos, nas suas histórias de vida, nas crescentes desigualdades sociais, assim como englobaram questões centrais como a paz, a segurança e as alterações climáticas, num diálogo incessante entre as palavras e os gestos, as imagens e as histórias, num rio de leitur@s que  de uma forma também lúdica, promoveu o diálogo e a solidariedade entre os alunos, o debate e a discussão dos diferentes pontos de vista, das suas ideias e opiniões, traduzido nestes magníficos trabalhos que recebem agora o devido reconhecimento, sendo um dos 10 projetos selecionados para o Livro de 2020 dos Projetos “A Maior Lição do Mundo”, que a UNICEF Portugal destacou a nível nacional em 3 categorias (categoria 1- pré-escolar; categoria 2- 1º e 2º ciclos; categoria 3- 3º ciclo e secundário) pelo interesse e relevância dos direitos da criança na concretização dos ODS.

Aqui fica o vídeo com uma retrospetiva do Projeto de Trabalho realizado:

Read Full Post »

Os Guardiões da Água

Sob o mote da água e dando continuidade ao projeto pedagógico das turmas de 4º ano da EB Afonso de Paiva, inserido no Ping Plop – Plano Municipal de Educação para a Sustentabilidade Ambiental dos Serviços Municipalizados de Castelo Branco, articulado com os domínios de Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável em Educação para a Cidadania, os nossos Guardiões, orientados pelas professoras Paula Tomás e Teresa Henriques, produziram umas maquetes explicativas do Ciclo da Água, com recurso a materiais reciclados. Esta mostra encontra-se patente na entrada principal da EB Afonso de Paiva e pode ser visitada até ao fim de fevereiro.

Mas os nossos guardiões não têm parado e para além destas maquetes também produziram umas magníficas adaptações em banda desenhada do 1º capítulo do livro “A Gota de Orvalho Que Queria Ser Pingo de Chuva” de José Dias Pires, coordenador deste projeto, que podem ser vistas em suporte digital na plataforma calaméo das Bibliotecas Escolares do Agrupamento Afonso de Paiva ou em vídeo no canal youtube das Bibliotecas e na página e facebook do Agrupamento. Entretanto e em resposta aos desafios lançados pelo projeto, elaboraram em grupo/ núcleo por turma, belíssimas propostas de logótipos (Desafio 1). Foi difícil a escolha, mas escolheram bem! Cada EVA – Equipa de Vigilantes Ambientais – terá a partir de agora a sua imagem de marca. Os logótipos e as bandas desenhadas irão estar em exposição na Biblioteca Escolar Afonso de Paiva na primeira semana de março. Seguindo o Desafio 3, cada turma construiu várias regras para cuidar da água na escola (e ainda não foram eleitas as melhores! Mais uma votação difícil!) e em articulação com as professoras de inglês, foram também escritas em inglês. As regras para poupar água e a frase “Água é vida” farão parte integrante dos seus disfarces de Carnaval, este ano, claro, como soberanos Guardiões da Água!

Read Full Post »

Ping… Plop… finalmente surgiu…o dia! O dia de darmos início ao projeto das turmas de 4º ano da EB Afonso de Paiva, sob o tema da água, um projeto pensado no sentido de envolver a comunidade escolar, em particular os nossos alunos, na defesa e uso eficiente da água, associando este projeto escolar ao programa do Ping Plop – Plano Municipal para a Sustentabilidade Ambiental.

O mote partiu de uma aula de Educação para a Cidadania e depois de recolhermos as respostas dos alunos a um inquérito, para verificarmos o que sabem sobre o assunto, lá começaram a recortar pequenas gotas de água em papel, registando algumas mensagens de sensibilização, uma espécie de dicas para poupar água!

No dia 25 de novembro, na sessão «A vida na Terra», orientada pela professora Maria João, os alunos viram alguns vídeos e discutiram animadamente a biodiversidade, a importância da sustentabilidade ambiental, da proteção do ambiente e em especial da água, e foi interessante vermos que todos destacam que a água é um bem precioso para todos os seres vivos da terra. No final, colaram as gotinhas de água no mapa-mundo.

No dia seguinte, recebemos a visita de Susana Fé da EPAL – Grupo Águas de Portugal, que abordou várias questões relacionadas com a água. Os alunos ficaram a conhecer “O Ciclo Natural e o Ciclo Urbano da Água”, falaram sobre como poupar água e viram a curta portuguesa premiada de animação: “Aquametragem”. À tarde e na Biblioteca Escolar Afonso de Paiva testaram os conhecimentos adquiridos, utilizando os tablets, no Aqua Challenge, um jogo on-line que pretende consciencializar todos os cidadãos, em particular os mais jovens, para a importância da poupança da água. Ainda realizámos um Jogo Sensorial sobre como começou o Mundo.

Foram dias muito interessantes e com muitas aprendizagens espetaculares! Por tudo isto e muito mais que ainda vamos fazer, somos e seremos desde agora “Os guardiões da água”!

Read Full Post »

O Projeto ISLM Bookmark Exchange é promovido anualmente pela IASL -International Association of School Librarianship e envolve escolas e bibliotecas escolares de todo o mundo que criam marcadores de livros em qualquer estilo, forma e tamanho, desde que sejam criativos e que traduzam o tema do Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE) que se assinala anualmente em outubro. O tema de 2019 foi “Vamos Imaginar…”.

Cerca de uma centena de alunos das seis turmas de 8º ano do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva trocaram, via correio postal, 100 marcadores de livros com 100 alunos da escola parceira correspondente deste ano: Liceul Tehnologic Sebes, em Alba, na Roménia. Esta é uma iniciativa articulada entre a Biblioteca Escolar e as Professoras de Educação Visual e Artes, este ano com as Docentes Isabel Lima e Vanda Afonso, que coordenaram a realização dos marcadores em sala de aula. Os marcadores foram executados em folhas de papel de dicionários desatualizados, com técnica simples de desenho com lápis de grafite e de pintura com canetas de feltro, lápis de cor e pastel de óleo. Este ano, o mote foi ”Vamos Imaginar… Personagens Marvel e DC Comics”, assinalando desta forma a 9ª participação do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva neste projeto internacional, mais uma vez coordenado por Breege O’Brien da Irlanda.

No presente ano letivo (2019) participaram cerca de 1520 escolas, com alunos de idades compreendidas entre os 3 e os 18 anos, de aproximadamente 42 países, a saber: África do Sul, Alemanha, Austrália, Canadá, Cazaquistão, China, Costa Rica, Croácia, Escócia, Espanha, Estados Unidos da América, Estónia, França, Grécia, Hong Kong, Hungria, Ilhas Seychelles, Índia, Indonésia, Inglaterra, Irlanda, Irlanda do Norte, Islândia, Itália, Jamaica, Lituânia, Macau, Malásia, Namíbia, Nova Zelândia, Paquistão, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Popular da China, Roménia, Rússia, Sérvia, Singapura, Suíça, Taiwan, Trinidad e Tobago.

O Bookmark Exchange Project é uma maneira simples e divertida de assinalar o MIBE e compartilhar o prazer e a alegria da ilustração, da leitura, dos livros e das bibliotecas, articulando conteúdos e desenvolvendo competências nas áreas de expressão e educação visual e literária, e ainda de fazer novos amigos pelas escolas e bibliotecas escolares em todo o mundo, através do intercâmbio de marcadores de livros no Mês Internacional da Biblioteca Escolar.

Read Full Post »

Foi o que quisemos contar na biblioteca escolar Afonso de Paiva aos alunos da turma 3 do 6º ano, inserido na disciplina de Oferta Complementar com a diretora de turma, contando com a presença de meninos especiais do 1º, 2º e 3ºciclos, em vésperas de tão importante efeméride. A partir da “História de uma flor” de Matilde Rosa Araújo, adaptada em SPC (Símbolos Pictográficos para a Comunicação) e narrada em LGP (Língua Gestual Portuguesa) pela equipa EREBAS (Escola de Referência de Educação Bilingue de Alunos Surdos) da educação especial do agrupamento, lida ainda em voz alta pela professora bibliotecária, exploraram-se os valores de Abril, seguindo-se um infominuto explicativo, em registo vídeo, como forma de sistematização de conteúdos e ainda o visionamento de um programa de rádio, datado de 24 de abril de 1974, onde pudemos ver e ouvir o locutor da rádio Renascença responsável por uma das senhas que despoletou esta revolução.

No final houve ainda lugar a um jogo da glória interativo (em linha) sobre o tema, ao que se seguiu uma atenta observação e análise das duas exposições patentes no 1º andar da escola sede, alusivas à temática: “Mãos de Abril”, realizada pelos alunos do 6º 3 e da unidade EREBAS e uma exposição fotográfica realizada com imagens do livro “Um fotógrafo em Abril” do fotojornalista Sebastião Salgado, ambas organizadas pelas bibliotecas escolares e equipa EREBAS.

Esta foi mais uma atividade de mediação leitora realizada no âmbito do projeto “Saber Ler+: Práticas Inclusivas de Leitura”, um projeto desenvolvido de forma articulada e colaborativa entre as bibliotecas escolares e o departamento de educação especial do agrupamento Afonso de Paiva, que conta já com 4 anos, tendo como principal objetivo a criação de bibliotecas inclusivas, capazes de proporcionar oportunidades de leitura para todos, com a inovação de práticas de trabalho, assim como o enriquecimento dos currículos, o que contribuirá, acreditamos, para o desenvolvimento das competências de leitura e do relacionamento e interação social dos alunos. No final, todos souberam responder à questão: 25 de Abril, mas afinal o que foi que aconteceu nessa data? Aqui ficam as respostas:

Em 1974 nós ainda não éramos nascidos nem a grande parte dos adultos mais novos. Mas o 25 de Abril foi uma das datas mais importante para nós, porque nos permitiu ter Liberdade. A certa altura, os militares criaram o MFA (Movimento das Forças Armadas) e no dia 24 de abril de 1974 tentam derrubar o Governo. Às 5 para as 11 da noite, passa na rádio a canção “E Depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho, a primeira senha para o início das operações do MFA e à meia-noite e vinte é passada na rádio a segunda senha “Grândola Vila Morena”, de Zeca Afonso. Uma coluna militar de tanques, comandada pelo Capitão Salgueiro Maia saía da Escola Prática de Cavalaria, de Santarém, em direção a Lisboa, onde tomaria posição junto aos ministérios no Terreiro do Paço, cercando depois o Quartel do Carmo onde se tinha refugiado o então chefe do Governo, Marcelo Caetano. Durante o dia, os populares juntaram-se aos militares e, conta-se, que a certa altura uma vendedora de flores começou a distribuir cravos e os soldados e a população enfiavam-nos nos canos das espingardas e os populares colocavam-nos ao peito. Por isso se chama ao 25 de Abril a Revolução dos Cravos.

 

Read Full Post »

Chegámos ao último dia desta Semana da Leitura do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva e no Programa para hoje temos um convidado também ele especial, que encerra de forma esplendorosa estes momentos vividos ao som das leituras e na companhia dos livros e dos leitores.

As bibliotecas escolares Afonso de Paiva convidaram o amigo, professor, escritor e contador de histórias Carlos Alberto Silva, desempenhando atualmente funções de professor bibliotecário no Agrupamento de Escolas de Porto de Mós.

cartaz.CALB

Durante a manhã do dia de hoje, 23 de março, nos espaços da biblioteca S. Tiago e auditório Afonso de Paiva, os alunos do 1º ciclo das escolas básicas Castelo, MIna, Salgueiro do Campo e turmas de 1º e 2º anos da EB S. Tiago, assim como os alunos das UEE de Afonso de Paiva e S. Tiago e os alunos do Clube de Leitur@s, vão poder assistir à atividade “contos sobre rodas, um projeto de divulgação do «kamishibai», uma técnica japonesa de contar histórias. Este espetáculo de narração de contos japoneses e portugueses, com cerca de uma hora de duração, vai certamente fazer as delícias de miúdos e graúdos! O «kamishibai» é hoje reconhecido como um valioso recurso pedagógico, permitindo desenvolver competências várias nos domínios da escrita, da expressão plástica / gráfica e da oralidade.

logo_contos_rodas

 

Relembramos aqui, que ao longo desta semana da leitura houve ainda lugar a muitas outras atividades nos diferentes espaços e unidades do agrupamento, constantes do Programa. A saber: exposições bibliográficas, instalações temáticas e feiras do livro (usado e de autor) nas bibliotecas escolares, leituras cinematográficas (projeção de livros em filmes), projeções de contos e histórias, bibliofilmes e ainda a apresentação oficial do Mapa de Escritores Albicastrenses”, o mais recente trabalho realizado pela professora bibliotecária Carla Nunes, com recurso à página escritores.online e à aplicação Google Maps.

A equipa das bibliotecas escolares agradece a TODOS por mais uma magnificente, brilhante, admirável, notável, singular, grandiosa e deliciosa SEMANA DA LEITURA! Foi bom, mesmo MUITO BOM!

 

 

Escrevendo ou lendo nos unimos para além do tempo e do espaço, e os limitados braços se põem a abraçar o mundo; a riqueza de outros nos enriquece a nós. Leia.

(Agostinho Silva)

 

 

 

Read Full Post »

Older Posts »

Plano Nacional de Leitura 2027 | Portugal

Plano Nacional de Leitura 2027 | Portugal

Escola Portuguesa

Histórias, informações e opiniões de um professor português, sobre educação e não só...

CNAPEF

Conselho Nacional de Associações de Profissionais de Educação Física e Desporto

RECURSOS EDUCATIVOS

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

ANLite

Audiências, Notícias e Literacia | Audiences, News and Literacy

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

%d bloggers like this: