Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Português’ Category

Como em edições anteriores, o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva volta a participar em mais uma edição do Concurso Nacional de Leitura (CNL), iniciativa promovida pelo Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL 2027), com o propósito de dar a esta celebração da leitura e da expressão um caráter mais universal e significativo, articula-se com a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE); com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB); com o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, IP); com a DGAE / DSEEPE, versão lusófona, e com a RTP, que acompanha o CNL procurando reafirmar a intenção de alcançar resultados específicos de promoção da leitura e da escrita junto da comunidade escolar, abraçando, na atual edição, o universo dos alunos do 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico do agrupamento, numa colaboração entre a Professora Bibliotecária e os Professores Titulares do 1º Ciclo (4º ano) e de Português do 2º e 3ºº ciclos.

O 1º momento, a fase escolar, decorreu entre novembro.2021 e janeiro.2022, com sessões em contexto de sala de aula de apresentação/ motivação para a participação e para as obras de leitura no âmbito do concurso com todas as turmas dos três ciclos de ensino e com a realização das provas da Fase Escolar de 19 a 21 de janeiro, para apuramento para as provas municipais de quatro vencedores por ciclo do agrupamento. Os alunos foram apurados após a realização de provas, baseadas em questionários de escolha múltipla e leitura expressiva em voz alta de excertos das obras lidas, designadamente: “A maior flor do mundo” de José Saramago (1º ciclo); “Missão Impossível” de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (2º ciclo); “A ordem do poço do inferno” de Nuno Matos Valente (3º ciclo). Os questionários foram preparados e realizados nas duas Bibliotecas Escolares do AE Afonso de Paiva e também na sala de aula da turma da EB Mina, com recurso à aplicação Kahoot através da utilização de dispositivos móveis (tablets), sob a orientação da Professora Bibliotecária Carla Nunes sendo esta “mais uma experiência que para além de proporcionar aos alunos um momento divertido e lúdico através do digital, torna mais interativo e dinâmico todo o processo”, conforme refere a docente.

Dos cerca de 300 participantes, foram apurados para a fase municipal os alunos:

1º Ciclo

Laura Valentim Tomás (EB S. Tiago)

Alice Fernandes Alberto (EB S. Tiago)

João Daniel Leitão dos Santos (EB S. Tiago)

Maria Eduarda Pinto Roque (EB Mina)

2º Ciclo:

Alicia Andrés Rebordão (5º1)

Vicente Maria Colôa Vaz Monteiro (5º2)

Maria Beatriz Figueiredo do Poço (6º1)

Leandro Alexandre Sanches Correia (6º3)

3º Ciclo:

Diana Munhós da Silva (7º1)

Guilherme Ruivo Sequeira (7º2)

Inês Abelho Barata (8º2)

João Pedro Crisóstomo dos Santos (8º2)

No 2º momento, a fase municipal, decorrida no dia 22 de fevereiro, e após a realização de provas escritas, organizadas pela Biblioteca Municipal de Castelo Branco, a partir dos livros: “O gigante egoísta” de Oscar Wilde (1º Ciclo); “História de um caracol que descobriu a importância da lentidão” de Luís Sepúlveda (2º Ciclo); “O Diário Secreto de Camila” de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (3º Ciclo), por representantes de todas as escolas/ agrupamentos do concelho albicastrense, foram apurados 4 candidatos por ciclo que irão representar o concelho de Castelo Branco na Fase Intermunicipal que acontecerá nos dias 20 e 22 de abril na Biblioteca Municipal de Vila Velha de Rodão. Entre eles estão duas GRANDES LEITORAS do nosso Agrupamento, vencedoras nas categorias 1º e 2º Ciclos, respetivamente:

1º Ciclo: Alice Fernandes Alberto (EB S. Tiago)

2º Ciclo: Alicia Andrés Rebordão (5º1)

Que os ventos literários da sorte estejam com as nossas duas finalistas!

Boas leitur@s!

Read Full Post »

Celebremos a nossa língua!

“O português é falado por mais de 260 milhões de pessoas nos cinco continentes (3,7% da população mundial) e é a língua oficial dos nove países-membros da CPLP (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) e Macau, bem como a língua de trabalho ou oficial de organizações internacionais como a União Europeia, a União Africana ou o Mercosul.

É uma língua cada vez mais global, prevendo-se que, no final deste século, seja falada por 500 milhões de pessoas, o que lhe confere uma dimensão mundial que é justamente celebrada.  

No dia das comemorações mundiais, e não sendo possível realizar iniciativas de caráter presencial, o PNL – Plano Nacional de Leitura, não quis deixar de homenagear a língua portuguesa apresentando vários olhares sobre ela, na companhia dos textos de escritores, a quem saudamos especialmente, de investigadores, professores, políticos, leitores e todos os falantes de português. No dia de hoje, o PNL propõe-lhe falar português, ler português, escrever português, pensar português e, até, jogar português.” (Fonte: PNL2027, adaptado)

Leiam, vejam, aprendam, pensem e joguem português na página do Plano Nacional de Leitura AQUI.

Read Full Post »

Dia Mundial da Leitura em Voz Alta no AE Afonso de Paiva

Dia Mundial da Leitura em Voz Alta

Uma das práticas mais importantes para promover a leitura e criar leitores é a leitura em voz alta. Foi por esse motivo que no passado dia 1 de fevereiro se celebrou o Dia Internacional da Leitura em Voz Alta, assinalado pelo PNL2027, ao qual as bibliotecas escolares e os alunos e professores das turmas de 5º ano do AE Afonso de Paiva se associaram. Ler em voz alta ajuda ao desenvolvimento da linguagem, aumenta a capacidade de concentração e facilita a compreensão da história, criando uma ligação com o leitor. Ler em voz alta é um momento único de partilha e convívio.

Dia Mundial da Leitura em Voz Alta

E foi durante a semana de 3 a 7 de fevereiro que os cerca de centena e meia de alunos de 5º ano e os seus professores de português, desafiados pela professora bibliotecária no âmbito do projeto “ler+ na biblioteca”, celebraram a leitura em voz alta, apresentando as suas leituras na biblioteca escolar, partindo de livros/ textos que escolheram. Foram momentos de leitura muito prazerosos, que revelaram a entrega de alunos e docentes a 100% naquele momento!

A Professora Bibliotecária Carla Manuela Nunes espera “desta forma e com mais esta iniciativa das Bibliotecas Escolares, em colaboração com os Professores de Português do AE Afonso de Paiva, continuar a contribuir não só para a promoção da leitura e fruição leitora, mas também para o desenvolvimento da autoestima e capacidade para empatia”, criando também memórias felizes da escola e da biblioteca!

Read Full Post »

O contacto com o livro e a prática regular da leitura são indispensáveis para o desenvolvimento do gosto de ler, a consolidação de hábitos de leitura e o aumento das competências de literacia. Quem lê, lerá sempre mais e melhor e ficará mais bem preparado para a vida. É por isso que ler sempre e mais é tão importante e interessa que a todos seja dada a oportunidade de ler.

Neste sentido e para motivar para a leitura recreativa, incentivar o gosto e o prazer de ler e estimular a criação de uma rotina de leitura nos alunos do Agrupamento Afonso de Paiva, os professores de português do 2º ciclo e a professora bibliotecária lançaram o repto a todos os jovens leitores de 5º ano: ”a ler+ na biblioteca”. É neste mês internacional da biblioteca escolar que vamos imaginar uma viagem literária e os passageiros são, este ano, todos os alunos das seis turmas de 5º ano da EB Afonso de Paiva. Esta viagem pelo mundo dos livros pode ter lugar a qualquer hora e em qualquer espaço, mas este ano vai começar na biblioteca escolar, através da realização de sessões quinzenais de leitura recreativa, em tempo letivo (45 min) da aula de português. Mas para que a viagem seja possível e para que fique bem documentada foi entregue a cada aluno um “Passaporte de Leitura”, onde os jovens leitores irão registar as viagens que fizeram, ou seja, os livros que leram, as suas avaliações e as frases que mais gostaram. As sessões de leitura “a ler+ na biblioteca” são realizadas com base na seleção dos alunos de uma obra literária (escolhida ou sugerida), a ser lida pelos participantes, existindo a possibilidade de socializar e discutir as experiências de leitura dos alunos com os professores participantes.

Este é mais um projeto articulado e colaborativo entre docentes e biblioteca escolar, em prol do desenvolvimento de competências da literacia da leitura, procurando incentivar e possibilitar o desenvolvimento de práticas de leitura, comprometida com a análise crítica e reflexiva e com a discussão e a fruição literária, numa construção progressiva de dinâmicas e práticas de leitura com jovens leitores.

Read Full Post »

O Programa da Semana da Leitura 2018 dedica o dia de hoje, 22 de março, aos leitores e à sua capacidade de descobrir, ler, conhecer, aprender e viver outras vidas através dos livros.

As professoras de português do 3º ciclo em colaboração com a professora bibliotecária apresentam, na sua 4ª edição, a tertúlia literária “Há conversa com livros”, com alunos das dezassete turmas de 3º ciclo do agrupamento Afonso de Paiva que decorrerá entre as 8.30h e as 13.30h, na biblioteca escolar Afonso de Paiva. Os alunos apresentam oralmente a diferentes turmas, uma breve sinopse do livro que escolheram, seguindo-se uma breve leitura de excertos significativos ou comentário crítico sobre o que leram, com pequenas conversas com e sobre os livros lidos e apresentados.  Esta atividade contempla não só o domínio da educação literária como estabelece uma relação direta com o domínio da oralidade, no âmbito das metas curriculares de português, procurando assim incentivar e motivar os alunos à prática da oralidade de modo a promover a língua portuguesa, pelo desenvolvimento da competência comunicativa ao nível da compreensão e expressão oral.

Ha_Conversa_Livros

A partir das 14h e na biblioteca escolar S. Tiago, a educadora Luz Lopes da equipa das bibliotecas escolares Afonso de Paiva irá apresentar uma sessão de animação da leitura, no âmbito do projeto Saber Ler+: Práticas Inclusivas de Leitura, a partir da obra de Shel SilversteinA árvore generosa, destinada aos alunos, professores e técnicos das diferentes equipas do departamento de educação especial: UEE, EREBAS e SNIPI, contemplando ainda os alunos do Clube de Leitur@s.

aarvoregenerosa.capa

Para terminar mais um magnífico dia, teremos pelas 17h, na EB Mina, uma sessão de apresentação, pelos alunos da turma 1 da EB Mina da professora Filipa Nunes e pelos alunos da turma 1 da EB Castelo da professora Teresa Lourenço, de uma história adaptada a partir da obra de Anna Llenas “O monstro das cores”, dirigida aos pais e encarregados de educação de ambas as turmas. Este foi mais um trabalho colaborativo, articulado entre a biblioteca escolar, o professor de música Carlos Vicente e as professoras do 1º ciclo, em que através deste livro, não só as emoções foram explicadas às crianças através das cores (já que a personagem principal é um monstro que muda de cor consoante o que está a sentir e, como ele não percebe porque muda de cor, uma menina que se torna sua sua amiga, vai explicar-lhe o que significa estar triste, estar alegre, ter medo, estar calmo e sentir raiva), como ainda houve lugar a todo um processo criativo e de trabalho curricular, pelo reconto, ilustração, gravações áudio (podcast) e vídeo, criando assim um audioconto e um vídeoconto em publicação digital.

Vai ser uma surpresa maravilhosa para todos esta apresentação preparada pelos alunos e seus professores!

O-Monstro-das-Cores

 

Read Full Post »

dia21.arvore.poesia.teatro

No Programa da Semana da leitura 2018 e para hoje, 21 de março, o dia estará repleto de leituras e outras aventuras…

As bibliotecas escolares Afonso de Paiva apresentam, neste dia que assinala e celebra a árvore, a poesia e o teatro, muitas leituras… de outros mundos e com aventuras por novos e velhos mundos de histórias…

De manhã e no auditório Afonso de Paiva, teremos uma sessão de leitura em voz alta pela professora bibliotecária Carla Nunes de um excerto do livro “O homem que plantava árvores”, dirigida aos alunos das seis turmas de 7º ano do agrupamento Afonso de Paiva, seguido da visualização do vídeo de Frédéric Back, baseado no belíssimo conto do francês Jean Giono, de 1953. Seguidamente e em colaboração com o Projeto Eco-Escolas, os alunos irão plantar árvores na escola, cedidas pela Câmara Municipal de Castelo Branco, afixando uma pequena placa poética, identificando cada uma das árvores plantadas.

capa

Posteriormente e das 10.30h às 13h, teremos no auditório do IPDJ de Castelo Branco, entidade parceira desta atividade, dois espetáculos de leitura encenada de poesia com base na obra “O pássaro da cabeça” de Manuel António Pina (metas curriculares de português de 5º ano), dirigida a todos os alunos das seis turmas de 5º ano do agrupamento, encenada pela secção de projetos artísticos para a infância e juventude -“O Rebento”, da Companhia de Teatro “Cepa Torta, pretendendo com este espetáculo cativante, aproximar as crianças dos livros de leitura obrigatória, facilitando o usufruto da mesma na sala da aula e complementando, de forma prazerosa e a partir de outras leituras, neste caso o teatro, as aprendizagens.

Resultado de imagem para companhia de teatro cepa torta

Paralelamente e entre as 9.30h e as 12h, as bibliotecas escolares Afonso de Paiva em parceria com a editora Escafandro, promovem mais um encontro de autor, desta vez no JI das Violetas e dirigido a todos os alunos do pré-escolar do agrupamento, que irão assistir a uma dramatização do livro “Não é justo, Alice” pela sua própria escritora, Joana Ramos. O livro, recomendado pelo IDEPH (Instituto do Desenvolvimento e Estimulação do Potencial Humano) , retrata de forma simples e objetiva os pensamentos e sentimentos de uma criança quando sente que cometeu uma injustiça. Nas palavras de Joana Ramos “Quando as crianças têm a sorte de crescer com irmãos, há muitas fontes potenciais de conflito, principalmente as que resultam da necessidade de partilhar. Entre irmãos repartem-se espaços e brinquedos, mas também se reparte a atenção dos adultos e as responsabilidades”, afirma Joana Ramos, autora do texto. “Neste crescimento partilhado abundam as situações de pequena crise, e é aí que nós, pais e educadores, podemos efetivamente educar de uma maneira mais eficaz e consequente: na resolução de situações reais, quotidianas e que as nossas crianças sentem com muita intensidade. ”

cartaz.Ramos

De tarde e a terminar o dia, os alunos de 2º ciclo apurados irão realizar a 2ª fase do Concurso de Ditado, a partir de excertos das obras “A viúva e o papagaio” de Virgínia Woolf (5º ano) e “Pedro Alecrim” de António Mota (6º ano), numa atividade orientada pelos professores de português do 2º ciclo e inserida no Programa da Semana da leitura 2018.

 

Read Full Post »

cartaz.programa

As bibliotecas escolares em colaboração com os docentes, discentes, técnicos, assistentes, pais e encarregados de educação, parceiros e amigos, do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva vêm por este meio convidar toda a comunidade escolar e educativa a assinalar mais uma Semana dedicada aos Livros, à Leitura e aos Leitores, participando nesta Festa da Semana da Leitura, descobrindo o leitor e/ ou o escritor que há em cada um de nós!
Vamos celebrar o Livro e o Leitor especialmente entre os dias 19 e 23 de março por todo o agrupamento de escolas Afonso de Paiva, festejando a leitura como ato comunicativo, diálogo entre as artes, as expressões, as humanidades e as ciências, como espaço de encontro, criativo e colaborativo, numa semana recheada de muitas e boas leitur@s!
O cartaz desta 12ª edição este ano é da autoria da aluna Zheng Jia Jia do 8º4 (com edição da professora Graça Gil) e o programa com todas as atividades a realizar nas diferentes unidades e estruturas do agrupamento nesta que é a nossa Semana da Leitura do Agrupamento, pode ser consultado AQUI.
Durante a próxima semana iremos, diariamente, publicando aqui no blogue as atividades, eventos e momentos desta Semana da Leitura 2018. Fiquem atentos!
Contamos convosco!
 
Boas leitur@s!
📚📖📕

Read Full Post »

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto (27.janeiro) foi o pretexto para mais um encontro de autor promovido pelas Bibliotecas Escolares do AE Afonso de Paiva, em parceria com a Editora Asa, no passado dia 29 de janeiro, que marcou o início das atividades decorridas ao longo da semana, numa singela homenagem #paranãomaisesquecer.

À conversa com João Pinto Coelho, arquiteto, professor e o mais recente escritor português distinguido com o maior galardão literário do país, o prémio Leya 2017, atribuído ao seu romance “Os loucos da rua Mazur”, estiveram cerca de uma centena de alunos e uma dezena de professores do AE Afonso de Paiva, numa oportunidade de regressar ao cenário da Segunda Guerra Mundial pelas palavras do escritor que, fruto de talento e décadas de leituras e estudo sobre o Holocausto e investigações recentes, resultantes de duas ações do Conselho da Europa que integrou, nos levou às entranhas de Oświęcim (Auschwitz), a cidade polaca que já foi um lugar feliz, reescrita a cinzas pelos nazis na memória da Humanidade.

 

 

João Pinto Coelho registou que “mais do que respostas, o Holocausto devolve, cada vez mais, perguntas” e que por isso, não se cansa de semear dúvidas e inquietações entre mentes jovens quando vai às escolas falar do tema: “Aprendemos pouco com a História”, assinala, “Continuamos certos da nossa bondade e incapacidade de fazer coisas terríveis”, desafiando todos os presentes os presentes para olhar o Mal onde nunca o vemos: dentro de nós. O escritor captou totalmente a atenção de toda a plateia, quer pelo tema, quer pela (re)construção da tragédia, assim como os tempos paralelos que nos apresenta nos seus dois romances: “Perguntem a Sarah Gross” e “Os loucos da Rua Mazur”, um livro que nos dá a conhecer um lado diferente da Segunda Guerra Mundial, um livro sobre “a universalidade do mal e não sobre a sua banalidade”, como refere João Pinto Coelho.

As Bibliotecas Escolares Afonso de Paiva para além de estimularem a criação literária e o gosto pela leitura, estreitando laços entre os livros e os leitores, pretendem sempre ajudar e apoiar alunos e professores a entender melhor a importância da palavra e da literatura, bem como as transformações que hoje definem o mundo à nossa volta, com a promoção destes encontros e conversas com autores, na promoção de um trabalho de leitura empenhada, envolvida, que devolve a competência de ler nas crianças e jovens.

Read Full Post »

cartaz.CNL.2017.2018

A 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura [CNL] vai cumprir-se entre o dia 20 de
novembro de 2017, data oficial de abertura, e o dia 10 de junho, data de celebração da língua portuguesa, cabendo ao Plano Nacional de Leitura 2027 a organização geral do CNL e o controlo do seu desenvolvimento, ao longo de duas fases consecutivas, a primeira regional e a segunda nacional.

Reafirma-se a intenção de alcançar resultados específicos de promoção da leitura e da escrita junto da população escolar, alargando, na atual edição, o universo de ação a todos os níveis de ensino básico e secundário, passando a ser dirigido aos alunos do 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico e aos alunos do ensino secundário.

O Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva participará nesta edição com alunos dos 2º e 3º ciclos do ensino básico, numa colaboração entre a professora bibliotecária e os professores de português do 2º e 3º ciclos. O 1º momento decorrerá entre 8 de dezembro e 16 de fevereiro, com sessões de apresentação/ motivação para a participação e para as obras de leitura no âmbito do concurso com todas as turmas dos 2 ciclos de ensino e com a realização das provas, para apuramento para a fase nacional de 2 vencedores por ciclo do agrupamento.

Todas as informações sobre esta iniciativa podem ser lidas e consultadas AQUI.

Read Full Post »

Bestiario.30.10.2017

Este ano, as bibliotecas escolares do agrupamento de escolas Afonso de Paiva decidiram juntar aos vampiros, aos zombies e às bruxas, piratas e uns “monstrinhos” das lendas do Algarve a Trás-os-Montes: Aventesmas, Moiras Encantadas, Maruxinhos, Olharapos, Ganchas e Trasgos, relembrando as invenções de uma infância passada, mas ainda muito presente no imaginário popular coletivo. A falta de contacto com estas personagens e a necessidade de preservar as antigas histórias portuguesas de monstros, bruxas, anões, gigantes e almas penadas, incentivaram o professor e escritor a não deixar que se percam estas memórias, criando esta novidade editorial: o Bestiário Tradicional Português. E como os mais novos podem já não conhecer o “bicho papão”, a “coca” ou o “homem do saco” contam agora com a ajuda do Bestiário para “cristalizar estas criaturas”, como pretende o autor, Nuno Matos Valente, que recolheu cerca de 40 seres que povoam o território português, produzindo a mais completa pesquisa de criaturas míticas tradicionais portuguesas, ilustradas pela Natacha Costa Pereira.

Cerca de 250 alunos das turmas de 3º, 4º e 5º ano das EB Afonso de Paiva, Mina e S. Tiago e seus professores tiveram assim oportunidade de ver e ouvir tudo o que o escritor nos contou no dia 30 de outubro, neste encontro de autor que encerra o mês internacional das bibliotecas escolares. Muitas foram as partilhas sobre este bestiário ilustrado, com informações detalhadas sobre os hábitos e características de cada criatura genuinamente portuguesa, com referências nas obras de Leite de Vasconcelos, Consiglieri Pedroso, Alexandre Herculano, Júlio Dinis, Teófilo Braga, entre outros, mas também fruto de contacto direto com pessoas que conhecem histórias e lendas, mostrando assim aos miúdos e graúdos que para quem quer brincar aos sustos, com monstros e criaturas do além, coisas que devem deter um lugar fundamental no crescimento da criança, há histórias e criaturas bem portuguesas e “que têm mais a ver com a nossa tradição”.

Aqui ficam registos fotográficos de alguns momentos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Read Full Post »

Older Posts »

Locall Project

Local Linguistic Landscapes

Kindergarten Nana

Just another WordPress.com site

Plano Nacional de Leitura 2027 | Portugal

Plano Nacional de Leitura 2027 | Portugal

Escola Portuguesa

Histórias, informações e opiniões de um professor português, sobre educação e não só...

CNAPEF - Educação Física e Desporto

Somos o Conselho Nacional de Associações de Profissionais de Educação Física e Desporto, uma organização com 33 anos de existência e que tem como objetivo principal representar e reforçar o papel dos profissionais de Educação Física em Desporto na Sociedade Portuguesa.

RECURSOS EDUCATIVOS

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

ANLite

Audiências, Notícias e Literacia | Audiences, News and Literacy

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

%d bloggers like this: