Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Educação para os Valores’ Category

Semana dos Afetos, Sentimentos e Emoções

AE Afonso de Paiva | Bibliotecas Escolares

Semana dos Afetos | BE Afonso de Paiva

Ter afetos é ter a capacidade de dar e de receber, de amar e de ser amado, de inquietar e de ser inquietado. Os afetos exprimem-se através dos sentimentos e das emoções e têm uma ligação especial com o passado, com as experiências e vivências com as pessoas e o mundo que as rodeia. Os afetos têm a ver com aquilo que nos afeta, são algo de que somos dotados e exprimem-se em sentimentos e emoções que estão ligadas fundamentalmente ao presente. Este foi o mote que levou as Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, mais um ano, a dedicar uma semana, coincidente com o S. Valentim, aos afetos, emoções e sentimentos.

De 14 a 28 de fevereiro a Biblioteca Escolar Afonso de Paiva vestiu-se a rigor e para além de uma instalação temática alusiva, também se puderam ver e ler muitos livros sobre os afetos, emoções e sentimentos, numa mostra temática variada de títulos em suporte livro e não livro. Estiveram igualmente patentes no espaço três exposições: uma exposição de “Abanicos del Amor”, numa iniciativa das docentes de Espanhol com os alunos do 3º ciclo; uma segunda exposição de “Love Monsters”, atividade de projeto desenvolvida pelas professoras de Inglês do 1º ciclo com todos os alunos de 4º ano do agrupamento; e uma terceira exposição “Mural dos Afetos”, com desenhos realizados pelos alunos da turma 6AP de 2º ano, feitos a partir da história “Tanto, Tanto!” de Trish Cooke. Para além dos magníficos trabalhos e decoração a rigor, houve ainda o visionamento de filmes e puderam ouvir-se playlists muito apaixonadas e apaixonantes,durante os intervalos, horas de almoço e períodos sem aulas. Alunos e professores participaram ainda na iniciativa das bibliotecas “Vamos espalhar afetos” e deixaram as suas mensagens nos enormes corações das bibliotecas. Para a professora bibliotecária Carla Manuela Nunes, “o afeto pode ter variadas formas de ser expresso, através da escrita, do desenho, da música, da palavra, mas também da ação, do modo de nos comportarmos, de comunicarmos e de interagirmos. É a forma como o afeto é vivido que transforma o ser humano e que permite uma experiência de vida equilibrada.”

E porque as crianças e jovens necessitam de consolo, de braços que abracem, de ouvir histórias aconchegantes, de colo, de mimo, de vozes agradáveis e de sorrisos, as bibliotecas escolares não podiam deixar de celebrar igualmente esta semana com livros e leituras. Assim e no âmbito do Programa Itinerâncias “Malas com Rodas Cheias de Histórias”, os alunos das escolas de 1º ciclo e jardins-de-infância do AE Afonso de Paiva sem espaço físico de biblioteca, puderam assistir a sessões de animação de leitura, num total de dez, orientadas pela Educadora Maria da Luz Lopes, da equipa das BE, a partir das histórias “O Monstro das Cores” de Anna Llenas e “Era uma vez um gato xadrez…” de Bia Villela, apresentando cenários, ilustrações e os “monstros das emoções” em 3D, com vista a promover a inteligência emocional, os valores e os afetos, aprendendo a gerir emoções e a compreender sentimentos com, aproximadamente, duas centenas e meia de alunos do pré-escolar e 1º ciclo, criando espaços e possibilidades para a própria produção ou construção. Usualmente, emoção e sentimento surgem como sinónimos, mas a relação entre ambos é muito estreita. Para o neurocientista português António Damásio, a emoção é “um conjunto de reações corporais, automáticas e inconscientes, face a determinados estímulos provenientes do meio onde estamos inseridos. O sentimento surge quando tomamos consciência das nossas emoções, isto é, o sentimento dá-se quando as nossas emoções são transferidas para determinadas zonas do nosso cérebro, onde são codificadas sob a forma de atividade neuronal.”

Read Full Post »

Alexandre Duarte, aluno do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, é o mais recente jovem consultor da reconhecida publicação juvenil Revista VISÃO Júnior, a única revista mensal portuguesa de informação dirigida a crianças e jovens entre os 6 e 14 anos. E é com imenso agrado e num gesto de reconhecimento e também como exemplo de motivação para outros, que aqui damos conta e registamos este facto. Por isso, parabéns Alexandre pela iniciativa e conta sempre com a biblioteca escolar! Estamos sempre à espera de ouvir e ler as tuas opiniões e sugestões! 

O Alexandre conta-nos agora como tudo aconteceu:

Tudo começou no início do verão de 2018. Como para todos os adolescentes, o verão é a melhor época do ano de férias, de saídas com os amigos, de tardes inteiras a jogar ou a fazer alguma coisa de que gostamos muito, mas acabamos sempre por nos fartar e temos a necessidade de ler alguma revista ou livro. Então, lembrei-me da revista visão júnior, para adolescentes e crianças, com temas do dia a dia, acontecimentos importantes, notícias entusiasmantes, passatempos, assuntos para expressarmos a nossa opinião e, por isso, tornei-me assinante da revista mensal VISÃO Júnior. Entretanto e num certo mês, a revista estava à procura de jovens para serem consultores da revista e enviei um e-mail a propor a minha candidatura. E eis que, passado um mês, recebo a confirmação e torno-me consultor da revista. Fiquei muito orgulhoso e vou para sempre recordar a minha primeira “profissão” de consultor. Desde então e todos os meses, a revista contacta-me a pedir a minha opinião, enquanto consultor, sobre a imagem da capa e conteúdos da revista. Sou sempre sincero e honesto nas respostas e opiniões que dou. Tem sido uma experiência bastante gratificante, motivadora e interessante. Que venham as próximas!

A todos os outros alunos, a Professora Bibliotecária Carla Nunes deixa o desafio: Queres ser consultor da VISÃO Júnior? Fica atento à revista na nossa biblioteca escolar, em suporte papel ou digital, pois a VISÃO Júnior lança anualmente o desafio a pessoas entre os 7 e os 15 anos que queiram ajudar a fazer a revista e só tens de ver e ler a VISÃO Júnior, dar a tua opinião sobre os artigos que vão publicando, responder às perguntas, sempre sobre a revista ou o sítio da VISÃO Júnior na internet, que vão fazendo e enviar sugestões de temas que achas importante que a revista trate. E também criticar, para ajudar a melhorar!

Read Full Post »

Este mês de fevereiro, na semana de 19 a 23, como forma de assinalar o dia 14.fevereiro – Dia dos Namorados e promover a educação para os valores, celebramos a Semana dos Afetos, atividade no âmbito da iniciativa “Bibliotecas Solidárias”, da responsabilidade das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva. Irão decorrer várias atividades, desde um concurso de escrita, a sessões de animação de leitura, exposições bibliográficas, decoração alusiva e, paralelamente mais uma campanha solidária, desta vez a favor da FUNDAÇÃO DO GIL, por acreditarmos que “esta é a melhor forma de celebrar uma semana dedicada aos afetos e ao amor, pelo amor e ajuda ao próximo.”

cartaz

 

Esta é mais uma oportunidade para estimular a responsabilidade social, a solidariedade e o voluntariado entre todos os professores, assistentes e técnicos, alunos e pais do Agrupamento Afonso de Paiva, envolvendo-os numa causa social, apelando à sua preciosa contribuição para apoiar, mimar e ajudar (um bocadinho) os meninos e as meninas que vivem na Casa do Gil, Centro de Acolhimento Temporário com cuidados pós-hospitalares, para crianças em situação de risco clínico ou social.

 

A Fundação do Gil existe desde 1999 e tem como missão a promoção do bem-estar clínico, social e emocional das crianças e jovens doentes, através da criação de estruturas de apoio que lhes permitam melhorar a sua qualidade de vida, acelerar, em alguns casos, o regresso à família, e sonhar com a possibilidade de recuperar em pleno os seus projetos de vida. Desde que foi criada, a instituição tem mantido o foco de atuação em áreas de vazio social, onde quer o Estado, quer as demais instituições, não agilizaram ainda respostas, tornando-se desta forma pioneira no desenvolvimento de projectos de saúde pediátrica e reintegração social, como a Casa do Gil e o Apoio Domiciliário. Para tal, todos os contributos são bem-vindos, através da compra solidária de produtos da Fundação do Gil, sendo que as receitas das vendas revertem integralmente para a Fundação do Gil.

E porque o lugar da criança não é no hospital, apelamos e contamos com todo o apoio e contribuições da comunidade educativa para tornar melhor a vida de muitas crianças apoiadas pela Fundação do Gil.

20721791_NO7WU

Sejamos solidários… Para continuarmos a ajudar quem mais precisa!

Read Full Post »

Para assinalar os 10 Anos da Make-A-Wish em Portugal, as professoras de Educação Visual e Artes e as bibliotecas escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, no âmbito da iniciativa “Bibliotecas Solidárias” lançam a campanha “Uma estrela um desejo” que pretende fazer chegar a magia da Make-A-Wish realizando desejos de crianças e jovens, entre os 3 e os 18 anos, com doenças que colocam as suas vidas em risco, para lhes levar um momento de alegria e esperança. A realização de um desejo envia uma mensagem positiva de esperança, força e alegria a uma criança quando ela mais precisa.

As estrelas estão na nossa bonita Árvore de Natal na biblioteca escolar Afonso de Paiva. Até dia 15 de dezembro apareçam por lá, apanhem uma estrela e tornem um desejo realidade!

Read Full Post »

Read Full Post »

O Dia da Não-Violência comemora-se a 30 de janeiro.

Esta data internacional foi instituída em homenagem a Mahatma (Grande Alma) Gandhi, falecido a 30 de janeiro de 1948. Considerado o pai da Índia, Gandhi foi um homem de boa vontade que lutou, sem ódio, pela independência da sua pátria e pela paz do mundo. Foi igualmente um grande defensor do “Satyagraha” (Força da Verdade), um princípio de não-agressão, onde se recorre a uma forma não-violenta para se protestar e se fazer a revolução. Não-violência, verdade e amor eram os grandes princípios deste pacifista, que nunca chegou a receber o Prémio Nobel da Paz.

Dentro do ideal de paz e não-violência que ele defendia, uma das suas frases mais célebres foi:

“Não existe um caminho para paz! A paz é o caminho!”.

gandhi-paz

Para saberes mais sobre esta Grande Alma deixamos-te 2 sugestões de filmes (clica no título para veres o trailer):

1. Nove Horas Até a Eternidade (1963)

História das nove horas que precederam o assassinato de Mahatma Gandhi em 1948, tendo como figuras centrais o jovem assassino, ativista de uma seita que combate os ideais de não-violência do venerado líder pacifista e o chefe de polícia, que fica a saber do crime nove horas antes e não consegue descobrir o assassino.

O filme retrata Nathuram Godse, o assassino de Gandhi, a forma como planeou o atentado, e como ele se tornou um ativista hindu que (injustamente) responsabilizou Gandhi pela morte de milhares de hindus pelos muçulmanos.
Título original: Nine Hours to Rama
Ano de Lançamento: 1963
Género: Drama – Épico
País de Origem: EUA – Inglaterra
Duração: 124 minutos
Direção: Mark Robson

2. Ghandi (1982)

Gandhi é um filme biográfico épico de 1982 que dramatiza a vida de Mohandas Karamchand Gandhi, o líder do movimento de independência não-violento, não cooperativo da Índia contra a Índia britânica durante o século XX.

O filme aborda a vida de Gandhi a partir de um momento de definição em 1893, até ao seu assassinato e funeral, em 1948. Embora praticante Hindu, Gandhi abraçou outras religiões, particularmente o cristianismo e o islamismo, também retratadas.

Venceu vários Óscares em 1983 (Estados Unidos) nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor ator (Ben Kingsley), melhor roteiro original, melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor figurino e melhor edição.

 

Título original: Ghandi
Ano de Lançamento: 1982
Género: Biográfico – Drama
País de Origem: Índia – Reino Unido – EUA
Duração: 180 minutos
Direção: Richard Attenborough

 

 

Neste dia realizam-se imensas iniciativas pela paz no mundo, com destaque para as escolas, já que nesta mesma data se celebra o Dia Escolar da Paz e da Não-Violência, ou Dia da Não-Violência e da Paz Escolar, um dia criado em 1964 pelo poeta e educador espanhol Llorenç Vidal.

A Paz não é apenas a ausência de conflito, é muito mais do que isso; é sentirmo-nos bem connosco e com os outros. Saber de onde vimos e para onde vamos; perceber que a vida tem sentido; saber que o nosso lugar no mundo é único. O dia de hoje deve servir para uma reflexão sobre a educação e a paz, o respeito pelos direitos humanos e a solidariedade entre os homens.

 

Read Full Post »

O Ursinho, a Raposinha e o Coelhinho e muitos meninos, todos eles especiais, passaram uma tarde bem divertida e cheia de sorrisos na Biblioteca Escolar Afonso de Paiva.

 

DSC06055

 

“O boneco de neve sorridente” de Tina Macnaughton, com ilustrações de Christina Butler foi a ternurenta história de amizade iluminada pelo brilho de um boneco de neve que as crianças seguiram com a tradução para LGP e também com os dedos e com as imagens, desenvolvendo a estimulação sensorial através do tato: macio/ áspero, quente/ frio, identificando animais, cores e texturas e estimulando a motricidade fina dos alunos, numa sessão de leitura pela professora bibliotecária, enquadrada no Projeto “Saber Ler+”, no seguimento da aprovação da candidatura ao projeto nacional “Todos Juntos Podemos” Ler da RBE, da Biblioteca Escolar em colaboração com o Departamento de Educação Especial. No final todos receberam um boneco de neve muito sorridente construído pelos alunos e professores da EREBAS e Técnicos do Núcleo de Educação Especial.

 

 

DSC06040 DSC06027 DSC06039

 

A leitura para crianças com necessidades educativas especiais favorece um maior desenvolvimento crítico e intelectual dos alunos, bem como estimula o seu imaginário, permitindo que algumas barreiras e conceitos sobre a pessoa portadora de deficiência sejam diluídos. Consideramos de vital importância que as atividades de promoção de leitura, seja para portadores de necessidades especiais, seja para alunos do ensino regular, a utilização de títulos e de material de qualidade e diversificado, em ambiente adequado como as bibliotecas escolares, na procura de estímulos e respostas às necessidades de cada aluno, à linguagem, ao toque, à socialização, à descoberta, ou ainda, de forma muito relevante, uma reação, uma resposta ou até mesmo um simples sorriso.

 

DSC06049

 

È pela consciência da importância da continuidade destes projetos voltados para a Educação Especial, proporcionando aos alunos uma nova experiência e plena socialização, num ambiente e numa comunidade que se afirma inclusiva, como a biblioteca escolar, que reside, sem dúvida, o nosso maior resultado.

 

 

Read Full Post »

Older Posts »

RECURSOS EDUCATIVOS

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

ANLite

Audiências, Notícias e Literacia | Audiences, News and Literacy

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

TRANSMAGINAR

um (re)encontro com o mundo dos livros...

%d bloggers like this: