Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Alunos’ Category

Uns duendes de Natal visitaram as nossas bibliotecas e deixaram no nosso sapatinho livros, jogos, puzzles e DVD!

Sonhos de Natal embrulhados com muito amor!

A Equipa das Bibliotecas Escolares agradece a generosidade destas ofertas de alunos, pais e encarregados de educação e professores da nossa comunidade educativa!

Read Full Post »

Projeto Biblioteca+Cidadania

As bibliotecas escolares (BE) são comunidades educativas de interseções e colaboração para o desenvolvimento de múltiplas literacias e desempenham um papel cada vez mais decisivo de capacitação das crianças e dos jovens que as utilizam, seja formal ou informalmente. A integração explícita e intencional em projetos e atividades realizadas com e pelas bibliotecas escolares, de competências nas áreas da leitura, dos média e da informação, em ambientes físicos ou digitais, constitui uma das mais importantes estratégias para o sucesso escolar e o desenvolvimento pessoal e cultural dos alunos.

Neste sentido, as Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, pela mão da sua coordenadora, a professora bibliotecária Carla Manuela Nunes, procuram contribuir para uma nova dinamização pedagógico-digital dos alunos em atividades a serem desenvolvidas articulada e colaborativamente com e pelas BE, na produção e integração de recursos educativos digitais (RED) como materiais de apoio aos currícula e para outras áreas em que os alunos e professores estejam envolvidos e que implique a melhoria e a facilitação do processo de ensino/ aprendizagem. Assim sendo, promovem mais um projeto pedagógico a partir do domínio “Educação para os Média” de Cidadania e Desenvolvimento (CD), contextualizada no Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória (PASEO) e nas Aprendizagens Essenciais (AE), como forma de complementar o trabalho desenvolvido no âmbito da Educação para os Média e Cidadania.

O Projeto Biblioteca+Cidadania Quem és tu na web? destinado aos alunos do 1º ciclo (4º anos) e 2º ciclo (5º e 6º anos) nasce integrado na Celebração do Mês Europeu da Cibersegurança, tendo como base o Referencial “Aprender com a biblioteca escolar” e prende-se essencialmente com o tema da Cidadania Digital, envolvendo as disciplinas de Português, TIC, Estudo do Meio/ Ciências, Expressão Plástica/ EV e EVT e Cidadania e Desenvolvimento (CD), utilizando como principais recursos os disponibilizados em linha na página SeguraNet, assim comoa utilização de diversas ferramentas digitais.

Neste primeiro trimestre, o projeto foi desenvolvido com 24 alunos de 4º ano da turma 4AP, da EB Afonso de Paiva, em colaboração com a professora titular Carla Rodrigues, na hora semanal dedicada à área de integração curricular transversal de Educação para a Cidadania e muitas foram já as aprendizagens e os produtos realizados, desde mapas mentais sobre proteção de dados e invasão de privacidade, com recurso à ferramenta Bubbl.us, nuvens de palavras no Wordart, até à criação de avatares recorrendo à aplicação Pixton, onde cada aluno vai criar a sua própria BD ou Comic alusivo aos tópicos referidos no âmbito da segurança digital, sempre com espaço para a (auto)avaliação do trabalho desenvolvido, através do Pollev e MS Forms. Dado o elevado interesse e entusiasmo dos alunos, também os pais e encarregados de educação demonstraram bastante curiosidade neste projeto e como forma de promover uma cultura mais positiva entre a escola e os pais/ família foi criada uma Equipa na Plataforma MS Teams para partilha de trabalhos, troca de ideias no fórum e dúvidas/ questões, sendo deste modo mais fácil e seguro para os alunos e facilitador para recolha e apresentação de trabalhos.

Quem és tu na web? pretende essencialmente que os alunos adquiram conhecimentos mais consistentes e melhor definidos acerca dos média e da sua importância para a sua formação integral, através de planificações de trabalho concreto e funcional a desenvolver no âmbito das literacias e da cidadania, especificamente no domínio de Educação para os Média, contribuindo para uma maior sistematização das aprendizagens realizadas, pela possibilidade de conhecimento mais aprofundado e pela mobilização de saberes e integração de conceitos ligados aos média e ao digital na prática, como forma de potenciar o envolvimento dos alunos, rentabilizando tempo e recursos, em projetos de trabalho mais orientados para aprendizagens significativas, visando uma construção mais holística da formação dos alunos, para que assumam a sua cidadania enquanto cidadãos transformadores do mundo.

Read Full Post »

Dá valor às boas Ideias, respeita as marcas e os autores é o mote deste projeto educativo. Precisamos que os nossos alunos estejam preparados para a atual sociedade de informação, para podermos viver numa sociedade sustentável e numa economia digital e circular, de forma crítica e ativa. Todos queremos viver num mundo melhor, mais seguro e responsável e para isso, os jovens precisam de compreender, enquanto consumidores, que as suas escolhas devem respeitar a propriedade intelectual (a propriedade industrial e o direito de autor) e combater a contrafação e a pirataria on-line que põem em causa os seus/ nossos direitos, a nossa segurança e até colocam em risco a nossa saúde.

O AE Afonso de Paiva acredita e valoriza o papel dos mais novos na mudança e através das suas Bibliotecas Escolares, associou-se a mais uma iniciativa da DECOJovem, com o apoio do Instituto da Propriedade Intelectual da União Europeia (EUIPO) e da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE): o Projeto Brain Ideas 2.0 que visa essencialmente aumentar a consciência dos alunos acerca do valor da propriedade intelectual, o valor das boas ideias e a importância de respeitar os autores, as empresas e as marcas. A Professora Bibliotecária Carla Manuela Nunes, Coordenadora deste projeto no Agrupamento, promoveu no mês de novembro, em articulação com a Equipa de Educação para a Cidadania de Escola, sessões de sensibilização, com utilização dos conteúdos e recursos educativos do projeto disponíveis na página em linha da iniciativa. A primeira turma a integrar este projeto foi a turma três do quinto ano, numa colaboração com a Professora Elisabete Casimiro, nas aulas de Educação para a Cidadania, que decorreram na Biblioteca Escolar, palco privilegiado para o desenvolvimento de aprendizagens significativas, ainda mais especificamente neste contexto de abordagem do tema da propriedade intelectual.

Promover a educação do consumidor na comunidade escolar, contribuindo para o reforço das competências enquanto consumidores informados, conscientes, responsáveis e ativos, aumentar a consciência dos alunos acerca da importância da proteção da propriedade intelectual, do ponto de vista do consumidor e do criador, o reconhecimento da influência que a mesma tem no crescimento da economia e desenvolvimento e inovação e a sensibilização dos alunos para as consequências negativas do desrespeito da propriedade intelectual e dos direitos dos autores, assim como alertar os jovens para os perigos que a pirataria e a contrafação podem trazer para a sua própria segurança e para a preservação do ambiente, são alguns dos objetivos fundamentais deste projeto.

A Professora Bibliotecária pretende ainda, no segundo e terceiro trimestres do presente ano letivo, incluir mais duas turmas neste projeto educativo, uma de sexto e outra de sétimo ano, respetivamente, mantendo o compromisso das Bibliotecas Escolares no reforço na formação de cidadãos solidários, participativos e empenhados na construção de uma sociedade mais responsável, criteriosa, inclusiva e sustentável, potenciando e estimulando o desenvolvimento de projetos educativos e atividades que reforcem a educação do consumidor na comunidade educativa.

Read Full Post »

Mais uma vez e na semana de 26 a 30 de outubro, as Bibliotecas Escolares (BE) do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva vestiram-se a rigor para assinalar a celebração inglesa do Halloween, também chamado de Dia das Bruxas, animando os seus pavorosos utilizadores e fomentando horrendas e assustadoras leituras!


A terrífica Professora Bibliotecária (e Professora de Inglês) Carla Manuela Nunes, em articulação com os horroríficos Professores de Inglês do 1º ciclo, dinamizou cinco sessões de animação de leitura, decorridas na BE Afonso de Paiva, para cerca de uma centena de horripilantes alunos das turmas de 3º e 4º anos das EB Afonso de Paiva e EB S. Tiago, numa “not too scary” leitura expressiva em voz alta (em Inglês) do título “Pete the Cat: Trick or Pete” de James Dean. Seguiu-se a narração oral da medonha “Little Box of Horrors” (Roly Poly Box Books) de Kees Moerbeek, numa tenebrosa, mas muita participada e animada, apresentação das terríveis criaturas que habitam na pequena caixa dos horrores!

Para os Professores de Inglês muitos são os benefícios de motivar os alunos a ler em inglês, pois não só permite o alargamento vocabular, o que os ajudará nas aulas desta disciplina, mas também motiva o interesse pela língua, proporciona o desenvolvimento do bem-estar emocional, ao ensinar valores morais num contexto facilmente identificável e compreensível e permite o desenvolvimento da resiliência, da inteligência emocional, da criatividade e do pensamento crítico.

No final de cada sessão, houve lugar a uma explicação breve da origem, história e tradições do assombrado Halloween, com a devida e necessária alusão à celebração portuguesa do dia 1 de novembro, Dia de Todos os Santos, sendo a sessão encerrada com o tradicional e muito apreciado momento de Trick-or-Treat entre o grupo de aterradores alunos e professores, culminando com a oferta pelos Professores de Inglês do grupo 120 dos tradicionais e muito populares Halloween Candies.

Para além de um ciclo de cinema temático ao longo da semana, estiveram dispostas nas duas bibliotecas escolares do agrupamento, repugnantes instalações temáticas alusivas à data e monstruosas exposições bibliográficas referentes à data festiva.

Read Full Post »

As bibliotecas escolares celebram hoje o seu dia. Vivemos tempos de incertezas e inseguranças e as bibliotecas são um espaço de reconforto, segurança e de felicidade e os seus livros companheiros de aventuras e viagens pelo mundo!

A biblioteca escolar destaca-se neste dia como uma estrutura pedagógica colaborativa, uma comunidade com espaços abertos, físicos e digitais, onde cabe toda a gente e todos são bem-vindos, sempre em segurança, na promoção e apoio de práticas de leitura por prazer.

Que nestes dias, a leitura seja um conforto, uma atividade reconfortante que traga a serenidade e o alento tão necessários.

Estamos à tua espera no sítio do costume!

Read Full Post »

O Dia Mundial da Alimentação – 16 de outubro – foi instituído pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) em 1981, sendo comemorado em mais de 150 países, incluindo Portugal, em todo o mundo. Anualmente é proposto um tema para assinalar e consciencializar esta importante data junto da população, sobre as questões da nutrição e alimentação. Este ano o tema é “Cultivar, Alimentar, Preservar. Juntos.”, procurando desta forma promover e disseminar a importância de uma alimentação saudável e sustentável disponível e acessível para todos, mas também a erradicação da pobreza e da fome, Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 2 da Agenda 2030 da ONU, assim como a promoção de uma agricultura sustentável para a proteção do planeta.

Dando continuidade aos projetos “Livros e Leitur@s” e “Temas em Livros”, as Bibliotecas Escolares assinalaram esta tão importante data com uma mostra bibliográfica temática em dois suportes, físico e digital, distribuição de códigos QR com imagens e informação sobre os temas deste ano e duas sessões de mediação leitora com os cerca de cinquenta alunos das turmas de 4º ano das EB Afonso de Paiva e EB S. Tiago, onde a professora bibliotecária Carla Nunes, a partir da história da Sofia e da Magui no livro “O frigorífico da Magui” de Lois Brandt e de um jogo interativo alusivo, levou os alunos a refletir e debater questões tão importantes como a importância de uma alimentação saudável e equilibrada, a erradicação da pobreza e da fome, uma saúde de qualidade e uma produção e consumo sustentáveis, objetivos 1, 2, 3 e 12 dos ODS das Nações Unidas, temas articulados com os domínios dos Direitos Humanos, do Desenvolvimento Sustentável e da Saúde, definidos na Estratégia de Educação para a Cidadania de Escola, mobilizando desta forma competências e cruzando conteúdos e conhecimentos, contribuindo igualmente para o desenvolvimento do espírito crítico, de solidariedade e voluntariado, princípios e valores também eles presentes no projeto educativo do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva.

Read Full Post »

O primeiro Dia Mundial da Lavagem das Mãos foi instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e aconteceu a 15 de outubro de 2008, no Ano Internacional do Saneamento. A data surgiu como meio de sensibilização para o combate contra a mortalidade infantil: o pequeno gesto de lavar as mãos com sabão, com frequência, previne doenças e infeções. A Direção-Geral da Saúde (DGS) refere que é de extrema importância uma correta lavagem das mãos com água e sabão ou fricção com solução antisséptica de base alcoólica, sendo uma das medidas basilares para a mitigação da pandemia de COVID-19.
As mãos são um dos mais importantes veículos de transmissão de micróbios causadores de doenças. Mãos limpas podem evitar a propagação de germes de uma pessoa para outra e em toda uma comunidade. Mas será que sabemos mesmo como as lavar?


As Bibliotecas Escolares do AE Afonso de Paiva quiseram assinalar esta tão importante data (principalmente no contexto em que vivemos) com as crianças do Jardim de Infância das Violetas, através de uma pequena dinâmica experiencial com as professoras Carla Nunes e Maria da Luz Lopes da Equipa das Bibliotecas, que mostraram às cerca de noventa crianças, os passos a seguir para fazerem a correta lavagem das mãos com sabão, englobando as palmas e os dorsos das mãos, os pulsos, entre os dedos e por baixo das unhas, devendo demorar sempre um minuto ou mais. Foram ainda relembrados os momentos em que devemos lavar as mãos: antes e depois de manipular ou consumir alimentos; antes e depois de contactar com pessoas doentes ou acamadas; antes e depois de tratar um corte ou ferida; depois de ir ao quarto de banho; depois de espirrar, tossir ou se assoar; depois de mexer em objetos ou superfícies sujas ou potencialmente contaminadas; depois de contactar com animais; depois de tocar em lixo. Foi especialmente reforçado junto das crianças que durante a pandemia da COVID-19, também devemos lavar as mãos depois de ter estado num espaço público e tocado num objeto ou superfície que possa ter sido frequentemente tocado por outras pessoas (como puxadores das portas, mesas, bombas de gasolina, carrinhos de compras, ou caixas registadoras/ ecrãs eletrónicos, etc) e antes de tocar nos olhos, nariz ou boca porque é a forma como os germes entram nos nossos corpos. As Bibliotecas Escolares deixaram a mensagem a todos que lavar as mãos é fácil e é uma das formas mais eficazes de prevenir a propagação de germes.

No final da sessão houve lugar a uma visita surpresa de um convidado muito especial: O amigo Panda, que através da sua canção “Lava as mãos” lembrou aos petizes que não devem dar boleia aos micróbios e para isso… Lava regularmente as mãos com água e sabão!

Read Full Post »

Fonte: ARS Norte (adaptado)

Começa hoje mais um novo ano, mais uma nova aventura!

Estamos todos cheios de saudades vossas e sabemos que muitas são as vossas saudades dos amigos e dos professores!

As coisas estão diferentes…vamos pedir-te para desinfetares as mãos, para te sentares com distância de segurança, vais ter intervalos mais curtos, maior distância dos professores e vais ter de usar máscara!

Também nas bibliotecas vamos ter outras regras de organização e funcionamento para poderes estar em segurança e essas vão estar afixadas à entrada de cada uma!

Será um ano um pouco diferente, certamente, como foi o final do ano anterior. Sabemos que não é fácil habituarmo-nos a tantas regras novas e mudarmos muitos dos nossos hábitos, mas sabemos também que vamos adaptar-nos muito bem e, juntos, vamos superar este desafio!


Ouve o que te dizem, cumpre o que te pedem, respeita as regras, mas não te esqueças de estudar, ler, brincar, sorrir e de te divertires!

Estamos à tua espera no sítio do costume… Na tua biblioteca!
Bom ano letivo!

A Professora Bibliotecária, Carla Manuela Nunes

Read Full Post »

Convenção sobre os Direitos da Criança adotada há 30 anos, a 20 de novembro de 1989, desempenha um papel fundamental para o desenvolvimento equitativo e justo, e assegura que todas as crianças tenham direito a crescer e desenvolver-se de forma plena. Pretende-se que os alunos reconheçam que todas as crianças e jovens têm os mesmos direitos e tenham oportunidade de promover e defender os direitos de todas as crianças, agora e para as gerações futuras.

No ano letivo 2019/ 2020, as Bibliotecas Escolares (BE) do AE Afonso de Paiva desafiaram novamente os professores a desenvolverem projetos, atividades e trabalhos sobre os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável  (ODS), aprovados na Cimeira das Nações Unidas em setembro de 2015. A concretização desta ambiciosa agenda, que deverá ser implementada por todos os países nos próximos 15 anos, depende não apenas do compromisso dos governos, mas também do envolvimento dos cidadãos. As crianças e os jovens são centrais neste apelo global de participação e a escola é essencial para dar a conhecer a nova agenda global, inspirar e incentivar à participação no desenvolvimento das comunidades. A iniciativa “A Maior Lição do Mundo”, promovida pela UNICEF Portugal em colaboração com a Direção-Geral da Educação (DGE) surge neste âmbito e visa contribuir para a reflexão e ação no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, juntando esforços a fim de envolver o maior número de crianças a viver em Portugal.

A importância dos direitos na criança na concretização dos ODS foi o elemento chave para a participação e envolvimento no projeto e nas múltiplas atividades, no âmbito da Cidadania e Desenvolvimento e envolvendo as disciplinas de Português, Estudo do Meio e Expressões (Música, Expressão Dramática, Artes Visuais e Dança) que foram promovidas numa sensibilização para a importância da Convenção sobre os Direitos da Criança, traduzidos na definição de um Trabalho de Projeto na Turma de 2º ano 6AP da EB Afonso de Paiva, sob o mote “Histórias, vidas, gestos e palavras”.

Tendo em conta, a importância e o grande apreço que as crianças manifestam pelo imaginário infantil, o ponto de partida foram as histórias infantis, as quais espelham a vida de diferentes crianças e, no fundo, de tantas outras por esse mundo fora. Assim e a partir de uma lista de magníficos títulos do universo da literatura infantil (atividade “Temas em Livros” das BE), selecionados pela Professora Bibliotecária Carla Manuela Nunes, os pequenos grandes alunos da Turma 6AP, orientados pela Professora Cláudia Correia, partiram do enfoque nas crianças, especificamente nos seus direitos, nas suas histórias de vida, nas crescentes desigualdades sociais, assim como englobaram questões centrais como a paz, a segurança e as alterações climáticas, num diálogo incessante entre as palavras e os gestos, as imagens e as histórias, num rio de leitur@s que  de uma forma também lúdica, promoveu o diálogo e a solidariedade entre os alunos, o debate e a discussão dos diferentes pontos de vista, das suas ideias e opiniões, traduzido nestes magníficos trabalhos que recebem agora o devido reconhecimento, sendo um dos 10 projetos selecionados para o Livro de 2020 dos Projetos “A Maior Lição do Mundo”, que a UNICEF Portugal destacou a nível nacional em 3 categorias (categoria 1- pré-escolar; categoria 2- 1º e 2º ciclos; categoria 3- 3º ciclo e secundário) pelo interesse e relevância dos direitos da criança na concretização dos ODS.

Aqui fica o vídeo com uma retrospetiva do Projeto de Trabalho realizado:

Read Full Post »

Um livro não é só um conjunto de folhas impressas, agrupadas e ordenadas. Num livro esconde-se todo um universo. Esse objeto mágico e cativante que tem a capacidade de mudar as nossas vidas, pode, de facto, fazer-nos seguir um caminho diferente do que planeámos, revelar o que antes não sabíamos, ou até fazer parar o tempo enquanto nos perdemos em mundos imaginários. Um livro-avião prestes a levantar voo, um livro-candeeiro a iluminar uma rua escura, um livro-túnel de onde sai uma locomotiva fumegante, são algumas das metáforas de inspiração que se encontram no livro “Se eu fosse um livro” de José Jorge Letria, com ilustração de André Letria.

Os alunos da turma de 2º ano da EB Mina, do AE Afonso de Paiva, orientados pela Professora Elisabete Campos, quiseram desvendar os mistérios e segredos deste título, no âmbito da celebração do Dia Mundial do Livro 2020 e na tentativa de formular respostas criativas para a pergunta “Se eu fosse um livro”, produziram umas magníficas e muito criativas frases que nos deixam de presente neste pequeno vídeo, já publicado no canal youtube das Bibliotecas Escolares Afonso de Paiva. Parabéns aos alunos e boas leitur@s!

Read Full Post »

Older Posts »

Escola Portuguesa

Histórias, informações e opiniões de um professor português, sobre educação e não só...

CNAPEF

Conselho Nacional de Associações de Profissionais de Educação Física e Desporto

RECURSOS EDUCATIVOS

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

ANLite

Audiências, Notícias e Literacia | Audiences, News and Literacy

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

%d bloggers like this: