Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Novembro, 2017

Para assinalar os 10 Anos da Make-A-Wish em Portugal, as professoras de Educação Visual e Artes e as bibliotecas escolares do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, no âmbito da iniciativa “Bibliotecas Solidárias” lançam a campanha “Uma estrela um desejo” que pretende fazer chegar a magia da Make-A-Wish realizando desejos de crianças e jovens, entre os 3 e os 18 anos, com doenças que colocam as suas vidas em risco, para lhes levar um momento de alegria e esperança. A realização de um desejo envia uma mensagem positiva de esperança, força e alegria a uma criança quando ela mais precisa.

As estrelas estão na nossa bonita Árvore de Natal na biblioteca escolar Afonso de Paiva. Até dia 15 de dezembro apareçam por lá, apanhem uma estrela e tornem um desejo realidade!

Anúncios

Read Full Post »

100 alunos = 100 marcadores de livros

 

O Projeto ISLM Bookmark Exchange envolve escolas correspondentes que criam marcadores de livros caseiros (qualquer estilo, forma e tamanho, desde que seja criativo) que reflitam o tema do Mês Internacional da Biblioteca Escolar que se assinala anualmente em outubro. O tema de 2017 foi “Ligando Comunidades e Culturas”.

Cerca de uma centena de alunosdas cinco turmas de 8º ano do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva trocaram 100 marcadores de livros com 100 alunos de Escolas da Eslovénia e da Rússia, este ano as escolas parceiras do nosso Agrupamento, numa iniciativa articulada entre a Biblioteca Escolar Afonso de Paiva e as Professoras Graça Gil e Isabel Lima de Educação Visual e Artes, que coordenaram a realização dos marcadores em sala de aula, executados em folhas de papel de dicionários desatualizados, com técnica simples de desenho com lápis de grafite e de pintura com canetas de feltro, lápis de cor e pastel de óleo. Este ano, o mote ”Personagens de Livros” assinalou a 7ª participação do Agrupamento neste projeto internacional, mais uma vez coordenado por Breege O’Brien da Irlanda.

 

 

No presente ano letivo (2017) participaram cerca de 47,336 alunos, com idades compreendidas entre os 3 e os 18 anos, de escolas de 39 países, designadamente: África do Sul, Alemanha, Austrália, Canadá, Cazaquistão, China, Costa Rica, Croácia, Escócia, Espanha, Estados Unidos da América, Estónia, Grécia, Hong Kong, Hungria, Ilhas Seychelles, Índia, Indonésia, Inglaterra, Irlanda, Irlanda do Norte, Itália, Jamaica, Lituânia, Macau, Namíbia, Nova Zelândia, Paquistão, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Popular da China, Roménia, Rússia, Sérvia, Singapura, Suíça, Taiwan, Trinidad e Tobago.

O Bookmark Exchange Project é uma maneira simples e divertida de compartilhar o prazer e a alegria dos e pelos livros e bibliotecas e de fazer novos amigos através das bibliotecas escolares em todo o mundo, através do intercâmbio de marcadores de livros no Mês Internacional da Biblioteca Escolar.

 

Read Full Post »

d433202dd708ff711a72952d0a2b333a_XL

AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS

A 20 de novembro de 1989, as Nações Unidas adotaram por unanimidade
a Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC), documento que enuncia um amplo conjunto de direitos fundamentais – os direitos civis e políticos, e também os direitos económicos, sociais e culturais – de todas as crianças, bem como as respetivas disposições para que sejam aplicados.

Este tratado internacional é um importante instrumento legal devido ao seu carácter universal e tembém pelo facto de ter sido ratificado pela quase totalidade dos Estados do mundo (192). Apenas dois países, os Estados Unidos da América e a Somália, ainda não ratificaram a Convenção sobre os Direitos da Criança.

Portugal ratificou a Convenção em 21 de setembro de 1990.

A Convenção assenta em quatro pilares fundamentais que estão relacionados com todos os outros direitos das crianças:

• a não discriminação, que significa que todas as crianças têm o direito de desenvolver todo o seu potencial – todas as crianças, em todas as circunstâncias, em qualquer momento, em qualquer parte do mundo.

• o interesse superior da criança deve ser uma consideração prioritária em todas as acções e decisões que lhe digam respeito.

• a sobrevivência e desenvolvimento sublinha a importância vital da garantia de acesso a serviços básicos e à igualdade de oportunidades para que as crianças possam desenvolver-se plenamente.

• a opinião da criança que significa que a voz das crianças deve ser ouvida e tida em conta em todos os assuntos que se relacionem com os seus direitos.

A Convenção contém 54 artigos, que podem ser divididos em quatro categorias de direitos:

• os direitos à sobrevivência (ex. o direito a cuidados adequados)
• os direitos relativos ao desenvolvimento 
(ex. o direito à educação)
• os direitos relativos à proteção 
(ex. o direito de ser protegida contra a exploração)
• os direitos de participação
 (ex. o direito de exprimir a sua própria opinião)

Para melhor realizar os objectivos da CDC, a Assembleia Geral da ONU adotou a 25 de maio de 2000 dois Protocolos Facultativos:

 Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo à venda de crianças,
prostituição e pornografia infantis
 (ratificado por Portugal a 16 de maio de 2003);

 Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças
em conflitos armados
 
(ratificado por Portugal a 19 de agosto de 2003);

 

 

Fonte: unicef

Read Full Post »

No Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva muitos foram novamente os participantes no concurso Mascotes dos Piratas do Halloween.
Foram a concurso cerca de 8 dezenas de mascotes originais e criativas, criadas por alunos, pais, professores, encarregados de educação, amigos e família, que não quiseram ficar em terra e se juntaram, idealizaram, construíram, inovaram e atracaram na biblioteca escolar Afonso de Paiva, onde estiveram expostas para apreciação e posterior votação pelo júri, composto por representantes de alunos, professores, funcionários e direção. A escolha nunca é fácil e nesta navegação com os piratas e as suas mascotes saíram todos vencedores, mas alguns mereceram mais atenção e destaque aos olhos do nosso júri e foram eles:

Na categoria Pré-escolar: 1º lugar – JI Sarzedas
Na categoria 1º ciclo: 1º lugar – Luísa Geraldes (7ST)
Na categoria 2º ciclo: 1º lugar – João Barroqueiro (5º1)
Na categoria 3º ciclo: 1º lugar – Miguel e Ricardo Gama (7º1)

Pre-EscolarSarzedas1ciclo2ciclo3ciclo

Muito obrigada a todos mais uma vez and… see you next year! 😉

Read Full Post »

Bestiario.30.10.2017

Este ano, as bibliotecas escolares do agrupamento de escolas Afonso de Paiva decidiram juntar aos vampiros, aos zombies e às bruxas, piratas e uns “monstrinhos” das lendas do Algarve a Trás-os-Montes: Aventesmas, Moiras Encantadas, Maruxinhos, Olharapos, Ganchas e Trasgos, relembrando as invenções de uma infância passada, mas ainda muito presente no imaginário popular coletivo. A falta de contacto com estas personagens e a necessidade de preservar as antigas histórias portuguesas de monstros, bruxas, anões, gigantes e almas penadas, incentivaram o professor e escritor a não deixar que se percam estas memórias, criando esta novidade editorial: o Bestiário Tradicional Português. E como os mais novos podem já não conhecer o “bicho papão”, a “coca” ou o “homem do saco” contam agora com a ajuda do Bestiário para “cristalizar estas criaturas”, como pretende o autor, Nuno Matos Valente, que recolheu cerca de 40 seres que povoam o território português, produzindo a mais completa pesquisa de criaturas míticas tradicionais portuguesas, ilustradas pela Natacha Costa Pereira.

Cerca de 250 alunos das turmas de 3º, 4º e 5º ano das EB Afonso de Paiva, Mina e S. Tiago e seus professores tiveram assim oportunidade de ver e ouvir tudo o que o escritor nos contou no dia 30 de outubro, neste encontro de autor que encerra o mês internacional das bibliotecas escolares. Muitas foram as partilhas sobre este bestiário ilustrado, com informações detalhadas sobre os hábitos e características de cada criatura genuinamente portuguesa, com referências nas obras de Leite de Vasconcelos, Consiglieri Pedroso, Alexandre Herculano, Júlio Dinis, Teófilo Braga, entre outros, mas também fruto de contacto direto com pessoas que conhecem histórias e lendas, mostrando assim aos miúdos e graúdos que para quem quer brincar aos sustos, com monstros e criaturas do além, coisas que devem deter um lugar fundamental no crescimento da criança, há histórias e criaturas bem portuguesas e “que têm mais a ver com a nossa tradição”.

Aqui ficam registos fotográficos de alguns momentos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Read Full Post »

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

TRANSMAGINAR

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Cultura LIJ / ISSN 2545-6849-10

Revista de Cultura y Literatura Infantil y Juvenil - ISSN 2545-6849-10 Marzo 2018

Literacia de Informação

Da Informação ao conhecimento com a biblioteca escolar

%d bloggers like this: