Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 23 de Abril, 2015

Hoje é Dia Mundial do Livro e o Dia Nacional da Educação dos Surdos.

Sendo o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva uma Escola de Referência para a Educação Bilingue de Alunos Surdos (EREBAS), não poderíamos deixar de assinalar este dia.

Em parceria com a Biblioteca Municipal de Castelo Branco, será apresentado um conto em Língua Gestual Portuguesa (LGP) pela formadora de LGP do agrupamento, Célia Reis, traduzido em simultâneo pela intérprete de LGP, Sara Santos.

10470717_1613973678816937_1530656237039321278_n

Os alunos aprenderão ainda alguns gestos para comunicar com os seus pares surdos. Deseja-se, desta forma, divulgar a LGP a quem pouco conhece, ou desconhece, esta língua tão rica.
Esta iniciativa pretende dar a conhecer outras formas de comunicação e melhorar a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na comunidade escolar. Acreditamos que, através deste Conto Gestual, é possível juntar duas comunidades com línguas e culturas diferentes – comunidade surda e comunidade ouvinte.

A apresentação irá decorrer ao longo de todo o dia, na Biblioteca Municipal, e terá como convidados os alunos do Jardim de Infância Quinta das Violetas, a EB Afonso de Paiva e a EB S. Tiago.

Read Full Post »

Hoje é Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor e Irina Bokova, Diretora-Geral da UNESCO, escreveu para assinalar este dia de 2015 um belíssimo texto, onde regista a luta contra o analfabetismo junto dos jovens e dos grupos sociais mais desfavorecidos, numa perspetiva inclusiva e por meio das tecnologias da informação.

Aos livros, diz Irina Bokova, cabe a missão de “inspirar a compreensão, o diálogo e a tolerância”.

cartaz

O Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor é uma oportunidade para reconhecer o poder dos livros na mudança das nossas vidas para melhor e para apoiar os livros e aqueles que os produzem.

Como símbolos globais de progresso social, os livros – aprendizagem e leitura – tornaram-se alvos para aqueles que denigrem a cultura e a educação, que rejeitam o diálogo e a tolerância. Nos últimos meses, temos visto ataques contra crianças nas escolas e a queima pública de livros. Neste contexto, o nosso dever é claro – devemos redobrar os esforços para promover o livro, a caneta, o computador, juntamente com todas as formas de leitura e de escrita, de modo a combater o analfabetismo e a pobreza, a construir sociedades sustentáveis, e a fortalecer as bases da paz.

A UNESCO tem liderado a luta contra o analfabetismo, a ser incluída como elemento fundamental nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de 2015. A alfabetização é a porta para o conhecimento, essencial para a auto-estima e o empoderamento individuais. Os livros, em todas as formas, desempenham um papel essencial neste aspecto. Com 175 milhões de adolescentes no mundo – a maioria meninas e mulheres jovens – incapazes de ler uma única frase, a UNESCO está empenhada no domínio das tecnologias de informação e comunicação, em especial as tecnologias móveis, de forma a apoiar a alfabetização e a alcançar os excluídos com aprendizagem de qualidade.

Os livros são plataformas de valor incalculável para a liberdade de expressão e o livre fluxo de informação – estes são essenciais para todas as sociedades actuais. O futuro do livro como objeto cultural é inseparável do papel da cultura na promoção de vias mais inclusivas e sustentáveis ​​para o desenvolvimento. Através da suaConvenção sobre a Proteção e a Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, que celebra o seu 10º aniversário este ano, a UNESCO pretende promover a leitura entre os jovens e os grupos marginalizados. Estamos a trabalhar com a International Publishers Association, a International Booksellers’ Federation e a International Federation of Library Associations para apoiar as carreiras profissionais nas editoras, livrarias, bibliotecas e escolas.

Este é o espírito norteador de Incheon, na Coreia do Sul, que foi designada Capital Mundial do Livro 2015, em reconhecimento do seu programa para promover a leitura entre as pessoas e as camadas mais desfavorecidas da população. Esta designação entra em vigor no Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor e será comemorada com os participantes do ano anterior, Port Harcourt, na Nigéria.

Juntos, vamos comemorar os livros como a personificação da criatividade, o desejo de compartilhar ideias e conhecimentos, para inspirar a compreensão, o diálogo e a tolerância. Esta é a mensagem da UNESCO sobre o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor.

Mensagem de Irina Bokova, Diretora-Geral da UNESCO, por ocasião do

Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor 2015

Read Full Post »

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

TRANSMAGINAR

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Cultura LIJ / ISSN 2545-6849-10

Revista de Cultura y Literatura Infantil y Juvenil - ISSN 2545-6849-10 Marzo 2018

Literacia de Informação

Da Informação ao conhecimento com a biblioteca escolar

%d bloggers like this: