Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Abril, 2015

No passado dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro, a piloto e autora Elisabete Jacinto esteve de visita ao Agrupamento Afonso de Paiva, numa iniciativa promovida pela biblioteca escolar.

O intuito desta visita foi celebrar com os alunos dos 2.º e 3.º ciclos da Escola Afonso de Paiva o livro e a leitura neste dia mundialmente comemorado, participando numa viagem onde a escritora apresentou as suas histórias e os seus livros e falou sobre a sua experiência como piloto de todo o terreno. Elisabete Jacinto foi a piloto e os alunos os navegadores e mecânicos, numa animada e participada rota de conversas, com destino a Dakar. Foi uma visita que muito agradou a alunos e professores, numa oportunidade única para ouvir, na primeira pessoa, as muitas aventuras vividas no quotidiano de uma prova de rali recheada de situações inesperadas e condições adversas, em terras longínquas, povoadas por gentes distintas e culturas diferentes.

1

Elisabete Jacinto é licenciada em Geografia pela Universidade de Lisboa, professora do ensino básico e secundário e coautora de manuais escolares para as disciplinas de Ciências Sociais e Ciências Ambientais. Foi distinguida com a Ordem de Mérito pelo Presidente da República e é uma referência mundial por se manter sempre na frente em todas as competições, há mais de duas décadas.

Como desportista, destacou-se ao participar em vários ralis de moto (Master, Dubai, Tunísia, Marrocos, Paris-Dakar, entre outros), tendo vencido na categoria de Senhoras a Taça do Mundo de Todo-o-Terreno entre 1999 e 2001. Atualmente, participa em ralis de todo-o-terreno em camião. Muitas destas vivências estão reportadas nos livros de banda desenhada Os Portugas no Dakar e na narrativa Irina no Master Rali, que estiveram expostos numa mostra do livro da autora, na Biblioteca Escolar Afonso de Paiva, numa parceria com a editora Plátano.

2 3 4

Aos alunos deixou uma mensagem: “A vida é uma aventura que tem de ser vivida até ao último momento, sem desistir e, tal como os livros, só se sabe o final quando acaba, mas quando se quer verdadeiramente alguma coisa, com trabalho e esforço, é fácil consegui-la. E lembrem-se sempre que no final de muito esforço há sempre uma recompensa!”

5 6

Obrigada, Elisabete, e até sempre!

Anúncios

Read Full Post »

bi-49

Partilhamos hoje o 2.º boletim informativo especial inteiramente dedicado às atividades desenvolvidas durante a Semana da Leitura, uma iniciativa de âmbito nacional que decorreu entre os dias 16 e 20 de março, sob o mote “Palavras do Mundo”.

A Semana da Leitura congrega um numeroso conjunto de atividades muita diversificadas, envolvendo os diferentes departamentos, níveis de ensino e escolas do Agrupamento, numa celebração conjunta da palavra, dos livros, da comunicação e da criatividade – resultado de um trabalho contínuo e articulado entre a biblioteca escolar e os professores de diversas áreas/disciplinas que se desenvolve ao longo de todo o ano letivo, com a participação empenhada e entusiasta dos nossos alunos.

E aqui partilhamos mais algumas das muitas iniciativas realizadas. A Semana da Leitura já terminou, mas as leituras, o contacto com novos livros e autores, a produção de trabalhos por parte dos alunos e o seu envolvimento em diversos projetos, esses continuam. J

Disponível em: http://www.afonsopaiva.pt/index.php/boletim-informativo

Read Full Post »

Destacamos hoje algumas obras emblemáticas, reedições e novas publicações em redor do tema, na literatura para crianças e jovens, lugar onde, dizem, ainda é permitido não ter medo.

22924194

1. “Livro livre”, do historiador Francisco Bairrão Ruivo, com ilustrações de Danuta Wojciechowska e Joana Paz (Editora Lupa)

16862852_nZI7V

2.  “25 de abrir”, de Alexandre Honrado, com ilustrações de Maria João Lopes (Verbo)

10313810_740109962695419_5367477917071091421_n

3.  “Salgueiro Maia: O homem do tanque da liberdade, de José Jorge Letria, com ilustrações de António Jorge Gonçalves (Pato Lógico e Imprensa Nacional Casa da Moeda)

25 de Abril

4. “Era uma vez um cravo”, de José Jorge Letria, com ilustrações de André Letria (Câmara Municipal de Lisboa)

unnamed

5. “A escola e os cravos”, de Luísa Lobão Moniz, com ilustração de Rita Moniz (Editora Teodolito)

500_9789722119795_historia_de_uma_flor

6. “História de uma flor”, de Matilde Rosa Araújo, com ilustrações de João Fazenda (Caminho)

500_9789722118613_romance_25abril

7. “Romance do 25 de abril”, de João Pedro Mésseder, com ilustrações de Alex Gozblau (Caminho)

500_9789722116237_vinte_e_cinco

8. “Vinte cinco a sete vozes”, de Alice Vieira (também em formato ebook), com ilustrações de  (Caminho)

500_9789895575237_7x25_hist_liberdade

9.  “7 x 25 histórias de liberdade”, de Margarida Fonseca Santos, com ilustrações de Inês do Carmo (Gailivro)

250_9789892313924_O Rapaz Bicicleta Azul

10. “O rapaz da bicicleta azul”, de Álvaro Magalhães, com ilustrações de Marta Madureira (Asa)

500_9789722112505_vinte_e_zinco

11. “Vinte e Zinco”, de Mia Couto (Caminho)

image

12. “Catarina de todos nós”, de Sidónio Muralha (Caminho)

Tesouro

13. “O tesouro”, de Manuel António Pina (APRIL/Associação 25 de Abril) – reeditado pela Assírio & Alvim.

Bichos_de_abril

14. “Bichos de abril”, de Carlos Pinhão (Caminho)

image (1)

15. “Vassourinha”, de António Torrado (Campo das Letras)

capa-do-livro-a-fabula-dos-feijoes-cinzentos

16. “Fábula dos feijões cinzentos”, de José Vaz (Campo das Letras)

BMTR38845

17. “A revolução das letras – O 25 de abril explicado às crianças”, de Alberto Vieira (Campo das Letras)

image (2)

18. “Viagem à flor de um mês”, de José Jorge Letria (Campo das Letras)

image (3)

19. “Zeca Afonso e a malta das cantigas”, de José Jorge Letria (Terramar)

popup_72l22671557

20. “O caso da Rua Jau”, de Mário Castrim (Campo das Letras)

magia

21. “A Magia do Luar de Abril – Cores de Liberdade em sonhos de criança”, de João M. Costa (Chiado Editora)

image (4)

22. “O soldado e o capitão, os cravos e o povão”, de Valdemar Cruz (Campo das Letras)

25AbrilJoséJorgeLetria

23. “L.A. e cª no meio da revolução”, de Maria Mata (Civilização)

capalac

24. “Letras & Letrias”, de José Jorge Letria (Dom Quixote)

17771338_9nGyZ

25. “Era uma vez o 25 de Abril”, de José Fanha (Alfaguara)

Read Full Post »

11148825_866655523388348_7301270158024381035_o

(Alex Gozblau)

Poema de Abril

A farda dos homens
voltou a ser pele
(porque a vocação
de tudo o que é vivo
é voltar às fontes).
Foi este o prodígio
do povo ultrajado,
do povo banido
que trouxe das trevas
pedaços de sol.

Foi este o prodígio
de um dia de Abril,
que fez das mordaças
bandeiras ao alto,
arrancou as grades,
libertou os pulsos,
e mostrou aos presos
que graças a eles
a farda dos homens
voltou a ser pele.

Ficou a herança
de erros e buracos
nas árduas ladeiras
a serem subidas
com os pés descalços,
mas no sofrimento
a farda dos homens
voltou a ser pele
e das baionetas
irromperam flores.

Minha pátria linda
de cabelos soltos
correndo no vento,
sinto um arrepio
de areia e de mar
ao ver-te feliz.
Com as mãos vazias
vamos trabalhar,
a farda dos homens
voltou a ser pele.

(Sidónio Muralha)

Read Full Post »

Hoje é Dia Mundial do Livro e o Dia Nacional da Educação dos Surdos.

Sendo o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva uma Escola de Referência para a Educação Bilingue de Alunos Surdos (EREBAS), não poderíamos deixar de assinalar este dia.

Em parceria com a Biblioteca Municipal de Castelo Branco, será apresentado um conto em Língua Gestual Portuguesa (LGP) pela formadora de LGP do agrupamento, Célia Reis, traduzido em simultâneo pela intérprete de LGP, Sara Santos.

10470717_1613973678816937_1530656237039321278_n

Os alunos aprenderão ainda alguns gestos para comunicar com os seus pares surdos. Deseja-se, desta forma, divulgar a LGP a quem pouco conhece, ou desconhece, esta língua tão rica.
Esta iniciativa pretende dar a conhecer outras formas de comunicação e melhorar a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na comunidade escolar. Acreditamos que, através deste Conto Gestual, é possível juntar duas comunidades com línguas e culturas diferentes – comunidade surda e comunidade ouvinte.

A apresentação irá decorrer ao longo de todo o dia, na Biblioteca Municipal, e terá como convidados os alunos do Jardim de Infância Quinta das Violetas, a EB Afonso de Paiva e a EB S. Tiago.

Read Full Post »

Hoje é Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor e Irina Bokova, Diretora-Geral da UNESCO, escreveu para assinalar este dia de 2015 um belíssimo texto, onde regista a luta contra o analfabetismo junto dos jovens e dos grupos sociais mais desfavorecidos, numa perspetiva inclusiva e por meio das tecnologias da informação.

Aos livros, diz Irina Bokova, cabe a missão de “inspirar a compreensão, o diálogo e a tolerância”.

cartaz

O Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor é uma oportunidade para reconhecer o poder dos livros na mudança das nossas vidas para melhor e para apoiar os livros e aqueles que os produzem.

Como símbolos globais de progresso social, os livros – aprendizagem e leitura – tornaram-se alvos para aqueles que denigrem a cultura e a educação, que rejeitam o diálogo e a tolerância. Nos últimos meses, temos visto ataques contra crianças nas escolas e a queima pública de livros. Neste contexto, o nosso dever é claro – devemos redobrar os esforços para promover o livro, a caneta, o computador, juntamente com todas as formas de leitura e de escrita, de modo a combater o analfabetismo e a pobreza, a construir sociedades sustentáveis, e a fortalecer as bases da paz.

A UNESCO tem liderado a luta contra o analfabetismo, a ser incluída como elemento fundamental nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de 2015. A alfabetização é a porta para o conhecimento, essencial para a auto-estima e o empoderamento individuais. Os livros, em todas as formas, desempenham um papel essencial neste aspecto. Com 175 milhões de adolescentes no mundo – a maioria meninas e mulheres jovens – incapazes de ler uma única frase, a UNESCO está empenhada no domínio das tecnologias de informação e comunicação, em especial as tecnologias móveis, de forma a apoiar a alfabetização e a alcançar os excluídos com aprendizagem de qualidade.

Os livros são plataformas de valor incalculável para a liberdade de expressão e o livre fluxo de informação – estes são essenciais para todas as sociedades actuais. O futuro do livro como objeto cultural é inseparável do papel da cultura na promoção de vias mais inclusivas e sustentáveis ​​para o desenvolvimento. Através da suaConvenção sobre a Proteção e a Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, que celebra o seu 10º aniversário este ano, a UNESCO pretende promover a leitura entre os jovens e os grupos marginalizados. Estamos a trabalhar com a International Publishers Association, a International Booksellers’ Federation e a International Federation of Library Associations para apoiar as carreiras profissionais nas editoras, livrarias, bibliotecas e escolas.

Este é o espírito norteador de Incheon, na Coreia do Sul, que foi designada Capital Mundial do Livro 2015, em reconhecimento do seu programa para promover a leitura entre as pessoas e as camadas mais desfavorecidas da população. Esta designação entra em vigor no Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor e será comemorada com os participantes do ano anterior, Port Harcourt, na Nigéria.

Juntos, vamos comemorar os livros como a personificação da criatividade, o desejo de compartilhar ideias e conhecimentos, para inspirar a compreensão, o diálogo e a tolerância. Esta é a mensagem da UNESCO sobre o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor.

Mensagem de Irina Bokova, Diretora-Geral da UNESCO, por ocasião do

Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor 2015

Read Full Post »

Dia da Terra

(Ilust. Eric Carle)

image

Read Full Post »

Older Posts »

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

TRANSMAGINAR

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Cultura LIJ / ISSN 2545-6849-10

Revista de Cultura y Literatura Infantil y Juvenil - ISSN 2545-6849-10 Marzo 2018

Literacia de Informação

Da Informação ao conhecimento com a biblioteca escolar

Hipermediaciones

Conversaciones sobre la comunicación digital interactiva

Amora negra

Página do escritor e contador de histórias Carlos Alberto Silva

A maioria das pessoas que caminhem atrás de mim serão crianças, por isso manterei os passos curtos." Hans Christian Andersen

%d bloggers like this: