Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2014

 

 

Fonte: blogue.rbe

Read Full Post »

Edson Gomes é um dos maiores cantores de reggae do Brasil e lançou agora uma música inspirada nas bibliotecas públicas e nos problemas da sociedade.

Uma canção que traz uma excelente reflexão sobre as bibliotecas e os problemas sociais.

 

 

Bibliotecas Públicas
Por Edson Gomes

As bibliotecas públicas andam cheias de coisas que nunca irei usar
Os seus livros andam cheios de histórias, são contos que nunca irei contar
Porque, brother, eu não quero…
Porque, brother, não eu não quero…

Quero saber porque o povo vive assim
Eu quero saber porque a lei é tanto oprimida
Preciso saber porquê na mesa falta a comida
E quero saber se a gente vai ser feliz na vida

De que vale tanto saber, de que vale o homem ter tanto saber?

 

 

Fonte: biblio,info

Read Full Post »

17267193_yftJM

 

Creappcuentos é uma aplicação (app) para tablets iOS (Apple) e Android que permite criar contos em muito poucos passos. A própria app oferece ilustrações de outros contos, que se podem misturar e completar acrescentando textos e sons para criar a sua própria história, em vários idiomas.

 

Uma vez criada, fica guardada numa estante pessoal para se poder ler e apreciar a história quando se desejar. Para além disso, o conto também pode guardar-se em formato PDF, pelo que pode partilhar-se com qualquer pessoa.

 

 

 

Fonte: blogue.rbe // educacion3.0

Read Full Post »

images

 

Pesquisadores noruegueses criaram esta “app” para ensinar às crianças comportamentos em linha (online) adequados (netiqueta), evitando assim condutas como o cyberbullying.

 

A aplicação é gratuita e pode ser descarregada para iOS y Android.

 

O Kuddle é considerada como o “Instagram” para crianças e permite aos pais a monitorização daquilo que os filhos publicam, mantendo o acesso restrito ao que é publicado. (Podes saber e ler mais AQUI e AQUI)

 

 

 

Fonte: abc.es // público

Read Full Post »

un poema por semana

 

São de Sophia, Cesário, Ruy Belo, Pessoa, Torga, Sá de Miranda, Nobre, O’Neill, Camões, Sena, Régio, David, Gedeão, Eugénio e Cesariny os 15 poemas que podemos ver e ouvir ao longo de 75 dias por 75 pessoas diferentes.

 

A RTP2 dá voz à poesia com o programa UM POEMA POR SEMANA, da autoria de Paula Moura Pinheiro, onde o mesmo poema de Alexandre O’Neill é dito de segunda a sexta-feira por cinco pessoas: Uma à segunda, outra à terça, outra à quarta, outra à quinta e outra à sexta. O mesmo poema.

 

São 75 episódios de cerca de três minutos cada um, emitidos diariamente, todos os dias de semana, com duas repetições por dia. Também pode ver e acompanhar UM POEMA POR SEMANA através do sítio www.rtp.pt/umpoemaporsemana e no Facebook da RTP2.

 

A primeira emissão deste ano foi a 2 de julho e pode ser vista AQUI. As emissões deste programa podem ser consultadas no RTP Play.

 

 

 

Fonte:rtp

Read Full Post »

A 28 de junho de 1914, o herdeiro do trono do império austro-húngaro, Francisco Ferdinando, foi assassinado em Sarajevo por um nacionalista sérvio. Foi a gota de água que fez a Alemanha declarar guerra à Rússia, a 1 de agosto de 2014, e precipitou a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).  

As comemorações do centenário estão aí, em força, em vários países. 

(blogue RBE)

 

Aqui ficam algumas ligações com recursos sobre o tema:

 

 

1. Biblioteca Nacional de Portugal

Diário da Grande Guerra: testemunhos portugueses

 

 

2. Assembleia da República

Comemorações 100 anos Grande Guerra

 

 

3. Comissão Coordenadora das Evocações do Centenário da I Guerra Mundial

100 Anos da Grande Guerra

 

 

4. Memórias da I Guerra Mundial 1914-1918

Comunidade (facebook)

 

 

5. Portal Portugal 1914

Projeto do Instituto de História Contemporânea (IHC) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL

 

 

6. Youtube

Primeira Guerra Mundial – BBC (minissérie documental da BBC)

 

 

7. ENSINA RTP

Artigos, reportagens, …

 

 

8. Público

Dossiê I Grande Guerra

Read Full Post »

501420

Trocar o dinheiro em miúdos não é fácil“. É assim que começa o artigo de Andreia Lobo no educare.pt sobre literacia financeira.

 

A ajuda a pais, a educadores e a professores surge de vários portais de educação financeira. Existem iniciativas promovidas por instituições nacionais, como o Banco de Portugal e internacionais, como o Banco Central Europeu. Outras ligadas ao Ministério da Educação e da Ciência (MEC). O educare.pt fez uma síntese de alguns portais com informação, recursos pedagógicos de acesso gratuito e ações de formação para professores que podem ser úteis para explicar às crianças todas as questões que envolvem a relação com o dinheiro. Podem ler e consultar toda a informação AQUI.

 

 

O documento orientador para a implementação da educação financeira em contexto educativo e formativo, o Referencial de Educação Financeira foi elaborado pelo Ministério da Educação e Ciência, através da Direção-Geral da Educação e da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, em parceria com o Conselho Nacional de Supervisores Financeiros – Banco de Portugal, Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e Instituto de Seguros de Portugal – com o objetivo de promover a educação financeira de crianças, jovens e adultos em contexto escolar e formativo. O Referencial de Educação Financeira pode ser utilizado pelos professores no contexto do ensino de qualquer disciplina ou área não disciplinar, em todos os níveis de escolaridade e modalidades de ensino.

Referencial de Educação Financeira para a Educação Pré-Escolar, o Ensino Básico, o Ensino Secundário e a Educação e Formação de Adultos em versão portuguesa e inglesa, encontra-se disponível aqui.

 

 

O programa Educação Financeira no Brasil oferece um conteúdo didático, de linguagem fácil e enfoque bem humorado. O tema educação financeira tem recebido grande destaque nacional e internacional nos últimos anos. A estabilidade da moeda, o controle da inflação, a queda nas taxas de juros, entre outras mudanças significativas na área económica vem propiciando novos horizontes financeiros a milhares de brasileiros. O Educação Financeira vai esmiuçar temas do universo económico para um público interessado e pode ser um bom recurso a utilizar em diferentes programas ou projetos educativos de educação financeira nas escolas.

 

image

Como complemento, recomendamos o livro Educação Financeira das Crianças e Adolescentes de Ricardo Ferreira, com oferta de Livro Prático com jogos e atividades de Educação Financeira para crianças e adolescentes dos 0 aos 18.

 

O manual contempla ainda um caderno de temáticas especiais:

– Educação financeira mediante um processo de divórcio;
– Semanada e mesada;
– Empreendedorismo;
– Promoção da sociedade civil.

 

 

 

 

Aqui deixamos também algumas ligações para jogos relacionados com a educação financeira:

 

Jogo Eurocorrida
www.bportugal.pt/pt-PT/NotaseMoedas/MaterialEducativo/Documents/Euro%20run/index_webversion.html

Jogo De que País é a Moeda?
www.bportugal.pt/pt-PT/NotaseMoedas/MaterialEducativo/Documents/Moeda_pais/our_money_internet.html



Jogo Identifica os Elementos de Segurança
www.bportugal.pt/pt-PT/NotaseMoedas/MaterialEducativo/Documents/elementos_seguranca/eurogarden_01_internet.html

 

Jogos sobre poupança (em inglês)
www.ramogames.com/games/Savings-Quest.htm

 

 

 

 

Fonte: educare // educare

Read Full Post »

Quem é que não gosta de uma boa malvada?!

 

Aqui ficam algumas dessas grandes personagens femininas malvadas, segundo o Huffington Post:

 

1. Bellatrix Lestrange da série Harry Potter de J.K. Rowling

Harry_Potter_and_the_Order_of_the_Phoenix_(US_cover)

2. Enfermeira Ratched de Voando sobre um ninho de cucos de Ken Kesey

one-flew-over-the-cuckoos-nest-by-ken-kesey-21239173

3. Shelob do Senhor dos Anéis: as duas torres de J.R.R. Tolkien

tumblr_inline_mi91rmYMlr1qz4rgp

4. Mrs. Coulter da Bússola Dourada de Phillip Pullman

golden_compass

5. Bruxa má do Oeste do Feiticeiro de Oz de L. Frank Baum

eBook_0_35

Ler + AQUI.

Fonte: Huffington Post

Read Full Post »

As expressões idiomáticas são formas de expressão próprias de uma língua que refletem a sua riqueza, pois é através delas que se transmitem referências culturais de determinada comunidade linguística.

 

unnamed

 

Neste livro, em forma de dicionário. estão reunidas 250 expressões idiomáticas, organizadas alfabeticamente. Para além da explicação clara e simples e do exemplo que permite observar o funcionamento destas frases em contexto real, ajudando a tornar mais claro um mundo em sentido figurado, todas elas são acompanhadas de uma ilustração humorística (por Luís Prina), que reproduz o significado literal da frase. Apresenta-se também a origem de algumas expressões, sempre que a mesma é conhecida.

 

 

Estão ainda incluídas outras expressões que podem ser usadas em contextos similares, ampliando-se assim o leque de frases à disposição do utilizador deste livro. Desta seleção constam as expressões mais conhecidas e usadas pela população portuguesa e órgãos de comunicação social em geral, mas também expressões regionais (Minho, Trás-os-Montes, Coimbra, Beiras, Alentejo, Algarve, Madeira e Açores) e de alguns países que compõem a CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa), nomeadamente Angola e Brasil, numa tentativa de dar voz a toda a diversidade cultural do mundo lusófono.

 

 

Expressões Idiomáticas Ilustradas integra a última listagem do PNL (p. 251, Leitura Orientada, Alunos sem hábitos de leitura 5.º /6.º anos).

 

 

Fonte: wook

 

Read Full Post »

Oração do Livro

Dá-nos, Senhor, o nosso livro de cada dia, temos sede de justiça: é o nosso vinho; morremos de fome de amor: é o nosso pão.
poder-oracao-bounds_livro
Dá-nos lábios puros para o ler, mãos limpas para o tocar, pureza para o merecer. Foi feito também para que os homens maus o leiam, porque ele é água límpida na qual se purificam as almas sujas, bálsamo fino para todas as dores.

Dá-nos o livro que todos possam ler, que seja para todos como o sol e todos o compreendam como a água. Que nos alumie neste comprido caminho que se chama vida: queremos luz; que nos levante desta terra em que nos arrastamos: queremos asas.

Queremo-lo suave de coração, cheio de cantos como uma árvore, e que repouse nos nossos joelhos como uma criança. Não importa que seja humilde, desde que se ofereça às nossas mãos como um fruto: ou que seja de aparência débil, desde que encha um ninho.

Construir-lhe-emos uma casa, para que nela habite com decência; defendê-lo-emos das mãos pérfidas que o espiam, para que sirva a todos; levantá-lo-emos do chão quando cair, para que outros o não ultrajem; vesti-lo-emos, se estiver nu, com a seda da nossa devoção contida. Nele vivem almas que tiveram a mesma dor do nosso pranto, sofreram na carne viva outras ideias, desesperaram-se por outros sonhos; mas ele não permanecerá quieto na sua casa, pois foi feito com a inquietação, com a dor e o amor de cada dia, e por isso, quando a noite for mais escura e o caminho mais pavoroso de perigos, aparecerá para oferecer pão e vinho aos que têm sede de justiça, fome de amor.

Os meninos ricos lê-lo-ão e os pobres amá-lo-ão, porque os homens fizeram-no para todos os homens. Irá, de mão em mão, como a boa semente de campo em campo, e será suave como o ninho; delicioso, inteiro, como o fruto.

Quando todos o tiverem lido, apagar-se-á a horrível chama da guerra, o rico não explorará o pobre, e haverá riso e boas acções no mundo, cantigas no trabalho, e os homens de boa vontade não mais se odiarão. Não haverá crianças descalças, crianças que levantarão as mãos não para pedir mas para dar. Todos acreditarão num mesmo Deus; nem a arte, nem a ciência, nem a religião serão privilégio de alguns, e a vida terá então o seu mais alto sentido.

Dá-nos, Senhor, o livro precedido de chamas como o profeta que baixou dos céus. Ele não é o barco de guerra que traz gente armada; este barco traz livros para as crianças ou para os sábios e para os que têm fome de conhecimento, sede de misericórdia.

Dá-nos, senhor, o livro do Norte e do Sul, o que está escrito com espírito, o que conhece a amargura mais íntima do coração. Os homens bons – que são mais do que os homens maus – saem a recebê-lo de braços abertos. Dá-nos, senhor, o livro antena, aquele em que repercute o grito dos outros homens, o que traz paisagens longínquas. E deixa, Senhor, que ele nos alumie neste comprido caminho da vida e nos seja límpido como a torrente, generoso como o fruto, suave como o ninho; e só nos caia das mãos quando a morte chegar.

 

 

 

(Rafael Heliodoro Valle, in Sebastião da Gama, Diário, Lisboa, Presença, 2011, pp. 343-344)

Fonte: folhear

Read Full Post »

Older Posts »

CNAPEF

Conselho Nacional de Associações de Profissionais de Educação Física e Desporto

RECURSOS EDUCATIVOS

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

ANLite

Audiências, Notícias e Literacia | Audiences, News and Literacy

Blogue do IILP

Promocão e difusão da língua portuguesa

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

%d bloggers like this: