Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 28 de Março, 2013

images

 
Numa iniciativa da HUMANUS – Associação Humanidades, acaba de ser lançado um jogo digital, testado e adaptado em contexto escolar, sobre igualdade de género, sexualidade responsável, prevenção do consumo de drogas, alimentação saudável e atividade física/desporto.

O jogo «Vive na boa!», disponível em linha para utilização pelas escolas, é um jogo do tipo «role-play» em que, ao longo do seu desenvolvimento, cada personagem é chamada a dar opinião sobre temas diversos e a ter diferentes atitudes.

O jogo permite o acesso a uma biblioteca sobre temas como a roda dos alimentos, receitas saudáveis, excesso de peso e obesidade, mitos sobre as drogas, evolução da história das ideias sobre feminino e masculino, direitos sexuais e reprodutivos, planeamento familiar, interrupção voluntária da gravidez, entre vários outros.

Saiba mais no sítio web da Associação.

 

Via Erte

 

Anúncios

Read Full Post »

ilse losa

Para assinalar o centenário do nascimento de Ilse Losa, a 20 de março, a professora Manuela Delgado Leão Ramos, criou um blogue como forma de homenagear os 100 anos do seu nascimento.

Aqui fica o link para este sítio, de facto, muito especial, dedicado à autora.

 

 

100º Aniversário de ILSE LOSA (20 março 1913 – 6 janeiro 2006)

 

Escritora portuguesa, autora essencialmente de literatura infantil, nasceu numa aldeia perto de Hanôver, na Alemanha, a 20 de março de 1913, e faleceu a 6 de janeiro de 2006, no Porto. Fugida à perseguição nazi, refugiou-se, em 1934, em Portugal e radicou-se no Porto, adquirindo a nacionalidade portuguesa. Colaborou em várias edições periódicas como O Diabo, Gazeta Musical e de Todas as Artes, Seara Nova, Vértice, Colóquio/Letras, Portucale, JL. Traduziu, para português, vários escritores de língua alemã (Brecht, Max Frisch, Adolf Himmel, entre outros) assim como o dinarmaquês Andersen, e, para alemão, vários autores portugueses. A sua obra narrativa e poética, publicada essencialmente na década de 50, centra-se na retrospetiva autobiográfica, evocando a infância e a adolescência, enquanto vivência ensombrada pela rutura da inocência e da unidade efetuada pela experiência do horror nazi e pela perda da pátria de origem. A simplicidade com que exprime angústias passadas e presentes, com especial menção para o sentimento de se reconhecer estrangeira e estranha quer no espaço natal quer na pátria adotiva, estabelece uma continuidade com a escrita para crianças, domínio a que dedicou uma obra extensa, distinguida, em 1984, com o Prémio Gulbenkian de Literatura Infantil. O seu primeiro romance, O Mundo em que Vivi(1949), retrata o ambiente de guerra vivido, ainda em criança, na Alemanha.
Do conjunto das suas obras, destacam-se ainda Sob Céus Estranhos(1962); Na Quinta das Cerejeiras(1984 – Prémio Calouste Gulbenkian); e Caminhos Sem Destino(1991).

 

Via infopedia

 

 

Read Full Post »

Astrid Lindgren Memorial Award

The World's Largest Children's Literature Award

Universo Abierto

Blog de la biblioteca de Traducción y Documentación de la Universidad de Salamanca

MixLit

O DJ da literatura

abiblioterapeuta.wordpress.com/

A Biblioterapeuta: porque os livros curam.

Alerta Premika

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Hafuboti

little bits of library goodness

Educação para a Sexualidade

Recursos para Jardim de Infância e Ensino Básico

TRANSMAGINAR

um (re)encontro com o mundo dos livros...

Cultura LIJ / ISSN 2545-6849-10

Revista de Cultura y Literatura Infantil y Juvenil - ISSN 2545-6849-10 Marzo 2018

Literacia de Informação

Da Informação ao conhecimento com a biblioteca escolar

%d bloggers like this: